terça-feira, dezembro 28, 2010

"CUIDADO: SPOILERS ADIANTE!"


Por Brad Sykes,
exclusivo para o blog Vá e Veja


Em maio de 1997, eu estava a poucas semanas de concluir a graduação em cinema na Universidade de Boston quando recebi um telefonema de Jeff Burr, que eu tinha conhecido no ano anterior e mantive contato desde então. Ele estava em pré-produção com um novo filme, SPOILER, e queria saber se eu poderia voar para Los Angeles e trabalhar como seu assistente. É claro que minha resposta foi sim! Fiz minhas provas mais cedo e escapei da cerimônia de formatura para que pudesse estar em LA o mais rápido possível.

SPOILER foi meu segundo trabalho em um filme profissional e poucos dias depois do início das filmagens, fui promovido de assistente de direção para diretor de 2a. unidade! A cada dia, Jeff me daria uma lista das tomadas que ele precisava. Meu diretor de fotografia foi o talentoso romeno Viorel Sergovici e a gente passava de um set para outro gravando close-ups, inserts e qualquer coisa que acreditamos ser útil na edição. Também fiz um pouco de figuração sem créditos, aparecendo em pelo menos três cenas interpretando três personagens diferentes!

Eu tenho algumas boas memórias da filmagem de 18 dias, mas duas se destacam. A primeira foi sentar com Jeff em seu trailer, assistindo a minha primeira fita de "diárias". Eu tinha uma tomada. Viorel e eu tínhamos feito uma lenta tomada em dolly para um freezer criogênico que não estava na lista de Jeff, mas foi bacana demais para resistirmos e eu estava nervoso e excitado para conferir o resultado. A tomada apareceu e Jeff a assistiu tranquilamente, virou-se para mim e disse: "Está ótimo. Bom trabalho." Essa tomada acabou sendo uma das primeiras que você assiste no filme e também foi usada no trailer para o DVD.

A outra memória envolve o astro Gary Daniels, que foi ótimo de se trabalhar. Ele trabalhava o dia inteiro, todos os dias, seja fazendo cenas dramáticas ou de artes marciais. Um dia, a equipe tirou pausa para almoço e ele estava passando, enquanto eu arrumava um close-up no dublê de braço. Ele parou e disse: "Isso é o que se supõe ser o meu braço?". Eu lhe disse que sim e e ele de imediato arregaçou as mangas, colocou alguma maquiagem e o seu próprio braço na tomada, para que ele pudesse combinar perfeitamente. Eu nunca tinha visto uma "estrela" fazer algo assim antes.

Trabalhar com Jeff em SPOILER não foi apenas divertido e emocionante, mas também um grande experiência de aprendizagem. Fui capaz de usar muitas das habilidades que aprendi naquela filmagem quando mais tarde passei a dirigir os meus próprios filmes.

Sykes, no set de MAD JACK (2000)

2 comentários:

Bruno C. disse...

Muito legal esse depoimento!

Osvaldo Neto disse...

Sim! Brad curtiu ver SPOILER comentado no blog e sugeri que ele escrevesse um rápido comentário, algumas palavras ao leitor e ele me veio com esse texto. :)