sábado, dezembro 05, 2009

Expectativa 2010/Retrospectiva 2009 no Cinema da Fundação

Sábado, 5 de Dezembro

16h - Mais Tarde Você Vai Entender
Plus Tard tu Comprendras (França, 2008), de Amos Gitai. Com Jeanne Moreau, Hippolyte Girardot, Dominique Blanc, Emmanuelle Devos. Rivka, senhora judia que vive rodeada de objetos do passado, prepara o jantar para seu filho Victor, enquanto acompanha na TV o julgamento de Klaus Barbie. O ano é 1987, e o ex-líder da Gestapo, conhecido como o “açougueiro de Lyon”, finalmente enfrenta a justiça por seus crimes no Holocausto. É quando Rivka reconhece na TV uma voz, a voz de um sobrevivente. 90 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

17h50 - Um Segredo em Família (França, 2007). Com Cecile de France, Patrick Bruel, Ludivigne Sagnier.
Pouco depois da II Guerra, aos 15 anos, o solitário François descobre um obscuro segredo, e enfrentar verdades que encobrem as aparências da sua família. Ele inventa um irmão e imagina o passado de seus pais numa viagem atribulada, que tem como pano de fundo o nazismo e a deportação dos judeus. 106 mins. / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

19h50 - Belair sessão seguida de debate com os realizadores

Brasil, 2009. De Bruno Safadi e Noa Bressane. Em 1970, a produtora cinematográfica Belair Filmes, dos cineastas Júlio Bressane e Rogério Sganzerla, realizou sete filmes em apenas cinco meses. Censurados pela ditadura militar, os cineastas saíram do país, e os filmes permanecem pouco conhecidos até hoje. 80 mins. / 14 anos / em 35mm / Inédito.

22h30 - Deixe Ela Entrar (Suécia, 2008), de Tomas Alfredson. Com Kåre Hedebrant,
Lina Leandersson. No auge do sucesso teen hollywoodiano Lua Nova, o timing parece perfeito para projetar no Cinema da Fundação esse maravilhoso filme sueco com um ponto de vista um tanto diferente para uma história de vampiros e adolescentes. Inteligente, lírico, ousado e adequadamente sangrento, Deixa Ela Entrar equilibra o melhor do cinema de gênero com a delicadeza das grandes histórias de amor. Hollywood já anunciou o remake, portanto, veja logo ! 112 mins / 16 anos / em 35mm / Dolby SR / Tela Larga / Inédito

Domingo, 6 de Dezembro

16h - Crime de Autor (França, 2007) De Claude Lelouch. Dominique Pinon, Fanny Ardant, Audrey Dana, Zinedine Soualem.
Judith Ralitzer (Fanny Ardant) é uma escritora popular, que está em busca de personagens para seu próximo livro. Paralelamente, um serial killer fugiu de um presídio de segurança máxima e Huguette (Audrey Dana), a cabeleireira de um luxuoso salão de Paris, decide mudar de vida. Os destinos deles se encontrarão, mudando a vida de todos. Claude Lelouch (de UM HOMEM, UMA MULHER) continua filmando com impressionante vigor. 103 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

18h – À Procura de Elly
Um filme para ser descoberto na programação, com olhar distinto do que conhecemos via cinematografia iraniana. Depois de anos morando na Alemanha, Ahmad volta ao Irã. Sua amiga Sepideh organiza viagem com ele e os amigos nas margens do mar Cáspio. Ela convida também uma estranha, Elly, professora de sua filha. Ahmad, que teve um casamento infeliz com uma alemã, quer conhecer uma iraniana. No segundo dia, quando tudo parece estar indo muito bem, um estranho incidente acontece, revirando por completo a conduta de todos. Prêmio de Melhor Direção no Festival de Berlim. 119 mins. / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / Inédito

20h30 – A Riviera Não é Aqui (França, 2008). De Dany Boom. Com Kad Merad, Dany Boon, Zoé Félix.
Uma boa oportunidade de ver o filme de sucesso fenomenal nos cinemas franceses, visto por 20 milhões de espectadores. Philippe Abrams trabalha nos correios no sul da França e amarga uma transferência para a pequena vila de Bergues, do norte do país. Para os sulistas preconceituosos (como Philippe), o norte é frio e só tem gente “rústica” que fala um sotaque incompreensível. Ele irá logo ver que os preconceitos irão sumir ao achar o lugar charmoso, as pessoas verdadeiras e encontrar um novo círculo de amizades. 119 mins. / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / Inédito FESTIVAL VARILUX.

Segunda-Feira, 7 de Dezembro

16h - Um Segredo em Família (2a. exibição)

18h – Distrito 9 (África do Sul/Nova Zelândia/EUA, 2009) De Neill Blomkamp. Com Sharlto Copley, Jason Cope, Nathalie Boltt.
Um empolgante milk shake de ficção científica ambientado numa favela do terceiro mundo, Distrito 9 mistura influências explícitas de uma dezena de outros filmes (A Mosca, Robocop, Total Recall, Missão Alien, Predador, Cidade de Deus, Independence Day) para contar a história de uma raça alienígena cuja nave mãe quebrou em cima de Johanesburgo, na África do Sul. Os seres visitantes são marginalizados pelos humanos, isolados num campo de concentração intitulado Distrito 9. Cinema de gênero com muita imaginação. 112 mins / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / RETROSPECTIVA

20h20 - Deixa Ela Entrar (2a. Exibição)

Terça, 8 de Dezembro

16h - Entre os Muros da Escola (2a. Exibição) - PALMA DE OURO FESTIVAL DE CANNES 2008

18h30 - Mais Tarde Você Vai Entender (França, 2008), de Amos Gitai. Com Jeanne Moreau, Hippolyte Girardot, Dominique Blanc, Emmanuelle Devos.
Rivka, senhora judia que vive rodeada de objetos do passado, prepara o jantar para seu filho Victor, enquanto acompanha na TV o julgamento de Klaus Barbie. O ano é 1987, e o ex-líder da Gestapo, conhecido como o “açougueiro de Lyon”, finalmente enfrenta a justiça por seus crimes no Holocausto. É quando Rivka reconhece na TV uma voz, a voz de um sobrevivente. 90 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

20h20 – Pacific (Brasil / PE, 2009). De Marcelo Pedroso. Uma viagem de sonho em um cruzeiro rumo a Fernando de Noronha. As lentes dos passageiros captam tudo a todo instante. E eles se divertem, brincam, vão a noitadas. Desfrutam de seu ideal de conforto e bem-estar. E, a cada dia, aproximam-se mais do tão sonhado paraíso tropical. 73 mins / 12 anos / em Digital.

Quarta, 9 de Dezembro

16h - Crime de Autor (2a. Exibição)

18h10 – A Riviera Não é Aqui (2a. Exibição)

20h20 – Um Lugar ao Sol (Brasil / PE, 2009). De Gabriel Mascaro.
Um Lugar ao Sol reúne depoimentos de moradores de luxuosas coberturas do Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O diretor conseguiu acesso aos moradores através de um curioso livro que mapeia a elite e pessoas influentes da sociedade brasileira. No livro, foram catalogados 125 donos de coberturas. Desses, apenas 9 cederam entrevista. O documentário oferece um rico debate sobre desejo, visibilidade, altura, status e poder. 70 mins. / 12 anos / em Digital

Quinta, 10 de Dezembro

16h – Uma Garota Dividida em Dois (França, 2007). De Claude Chabrol. Com Ludivine Sagnier, François Berléand.
Gabrielle (Sagnier) tem 25 anos e vive em Lyon com sua mãe Marie (Marie Bunel), que a criou sozinha, cercada por livros. Inteligente e charmosa, Gabrielle trabalha no canal de TV. Um dia, conhece o grande escritor Charles Saint-Denis (Berléand), durante o evento de promoção do novo livro dele. Homem bem-apessoado, ele não encontra dificuldades em seduzir a jovem, apesar de ser casado e de ter 30 anos a mais. Ao apaixonar-se, terá que disputar seu amor com Paul (Benoît Magimel), um jovem milionário desequilibrado. Ganhou prêmio da crítica no Festival de Veneza (2007). 115 mins. / 14 anos / em Digital FESTIVAL VARILUX.

18h20 - Mais Tarde Você Vai Entender (2a. Exibição)

20h20 – A Hora da Estrela (cópia 35mm restaurada) sessão seguida de debate com a atriz Marcélia Cartaxo.
(Brasil, 1985), de Suzana Amaral. Com Marcélia Cartaxo, José Dumont e Tâmara Taxman. Belíssima adaptação do livro de Clarice Lispector ganhadora do prêmio de Melhor Atriz no Festival de Berlim (Marcélia Cartaxo) e 11 Candângos no Festival de Brasília. É a história de Macabéia, secretária tímida em São Paulo que, com toda a sua doçura e sensibilidade, tem dificuldade de encaixar-se no mundo. Ela acredita em anjos, e se eles existem é porque ela assim acredita. O Cinema da Fundação tem o orgulho de projetar para toda uma nova geração um dos grandes filmes do cinema brasileiro. Imperdível. A cópia nova foi restaurada pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB), em projeto patrocinado pela Petrobras e incentivado pelo Ministério da Cultura. 90 mins / 14 anos / som Mono / em 35mm

Sexta, 11 de Dezembro

17h - Arraste-Me Para o Inferno (Drag me To Hell, EUA, 2009), de Sam Raimi. Com Alison Lohman, Justin Long.
O diretor Sam Raimi começou no cinema com exercícios em cinema B totalmente enlouquecidos (The Evil Dead, Dark Man), e entrou para a classe A de Hollywood com a franquia Homem Aranha ainda mantendo certo toque autoral. Nesse seu último filme, Raimi parece voltar às origens com um thriller espetacularmente assombrado sobre uma jovem bancária que nega empréstimo a uma velha senhora, que roga-lhe uma praga como vingança. Mantenha sua boca fechada nesta que é uma das sessões mais divertidas do ano. TELA LARGA / DOLBY SR / 16 anos / 99 mins. / em 35mm. RETROSPECTIVA

19h – Partir (Partir, França, 2009). De Catherine Corsini. Com Kristin Scott Thomas, Sergi Lopez.
Suzanne, uma mãe de família, é casada com um médico e mora no sul da França. A ociosidade da vida burguesa a cansa, e ela decide retomar seu trabalho como fisioterapeuta, que havia largado para cuidar dos filhos. Convence o marido a ajudá-la a instalar um consultório. No trabalho, conhece Ivan, responsável pelo site da empresa, e a atração é imediata, mútua e violenta. 16 anos / 85 mins. / em Digital. EXPECTATIVA

20h45 – Os Famosos e os Duendes da Morte (Brasil, 2009). De Esmir Filho. Com Henrique Larré, Ismael Caneppele, Tuane Eggers.
O retrato de um jovem habitante do interior gaúcho que usa a internet para aplacar a solidão e sua paixão por Bob Dylan para dar-lhe um estilo. Mr. Tambourine Man (seu apelido) é o personagem principal do primeiro filme de Esmir Filho, realizador paulistano que destacou-se no curta-metragem com os filmes Tapa na Pantera, Alguma Coisa Assim e Saliva. Um ponto de vista claramente diferente dentro do cinema brasileiro contemporâneo. 101 mins. / 16 anos / Dolby SR / Tela Larga / Warner Bros. / Inédito EXPECTATIVA.

Sábado, 12 de Dezembro

16h – O Caçador (Chugyeogja, Coréia do Sul, 2008), de Na Hong-jin. Com Kim Yoon-suk, Ha Jung-woo, Seo Young-hee.
Ex-detetive, Jung-ho virou um cafetão. Toda noite, ele envia garotas que trabalham para ele a clientes anônimos. Ele começa a suspeitar que algumas querem fugir sem pagar suas dívidas. Essa noite, é Mi-jin que desaparece. O maior sucesso de um filme estreante na bilheteria da Coréia do Sul n\ao é recomendado para cardíacos. The Chaser, foi apresentado na seleção oficial, fora de competição, Festival de Cannes. TELA LARGA / Digital / 16 anos / 125 min. / Imovision EXPECTATIVA

18h30 – Horas de Verão (L`Heure o D’Été, França, 2008), de Olivier Assayas. Com Juliette Binoche, Charles Berling, Jérémie Renier, Edith Scob.
Um delicado retrato feito por Assayas a respeito das transformações do mundo pela renovação das gerações. Filme mostra as distintas trajetórias de dois irmãos e uma irmã de quarenta e poucos anos se chocam quando sua mãe - que preservava a obra de seu tio, o excepcional pintor do século XIX Paul Berthier -, morre repentinamente. Os filhos são levados ao confronto de suas diferenças. Adrienne, uma bem sucedida designer em Nova York; Frédéric, economista e professor universitário em Paris; e Jérémie, um dinâmico empresário que vive na China, são apresentados às texturas e lembranças do final da infância, às memórias partilhadas, criando uma visão única do futuro. Indicado ao César de atriz coadjuvante (Edith Scob). Plano / Digital / 12 anos / 103 min. / Filmes da Mostra / Inédito EXPECTATIVA

20h20 – Momma’s Man (EUA, 2008), de Azazel Jacob. Com Matt Boren, Ken Jacobs, Richard Edson.
Mikey nasceu e cresceu em Nova York, mas atualmente vive em Los Angeles com a mulher e o filho. De retorno à sua cidade natal para uma viagem de trabalho, ele se hospeda no loft de seus pais, onde foi criado. Tentado pelos constantes agrados de sua mãe e pelos prazeres nostálgicos de seu antigo quarto, Mikey adia indefinidamente sua volta, inventando diversas desculpas. Ignorando as ligações da mulher e os olhares reprovadores do pai, mergulha no universo de sua infância e adolescência, recuperando antigos brinquedos, gibis e amizades. Competição do Festival de Sundance 2008. Plano / Digital / 16 anos / 94 min. / / Moviemobz / Inédito EXPECTATIVA

22h – Sede de Sangue (Bakjwi, Japão, 2009), De Chung Seo-kyung, Park Chan-wook. Com Song Kang-ho, Kim Ok-vin, Kim Hae-sook.
Uma prova de que, em material de cinema fantástico além de qualquer limite, os coreanos estão numa categoria só deles. Sang-hyun, padre querido na cidade onde vive, se oferece como voluntário para os testes de uma vacina contra um novo vírus letal. Infectado acidentalmente com o vírus, seu corpo desfalece. No entanto, uma transfusão de sangue de última hora o traz milagrosamente de volta à vida. Transformado em vampiro, ele passa a ter que lidar com a necessidade de beber sangue, tão grande quanto o seu desejo por uma colega vampira. Do diretor de Old Boy. Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 2009. Scope / 18 anos / 133 min. / Paris Filmes / Inédito EXPECTATIVA

Domingo, 13 de Dezembro

16h – Minha Noite Com Ela (França, 1969).Ma Nuit Chez Maude. De Eric Rohmer. Com Anne Dubot, Françoise Fabian, Guy Léger, Jean-Louis Trintignant, Marie-Christine Barrault. Achamos espaço para trazer dos arquivos essa boa cópia de um dos grandes filmes de Eric Rhomer. Terceira parte da série "Seis Contos Morais", Minha Noite Com Ela é um fascinante registro das relações humanas a partir dos encontros entre pessoas. O engenheiro Jean-Louis (Trintignant) volta à cidade de Clermont-Ferrand depois de ter morado fora. Católico introvertido, nutre paixão platônica pela loura Françoise (Barrault), que encontra nas missas de domingo. Acredita que a moça é sua parceira ideal. Um dia, durante um passeio, reencontra Vidal (Antoine Vitez), um velho amigo marxista. Ele o apresenta à sua namorada Maud (Francoise Fabian), uma divorciada inteligente e charmosa. 110 mins / 14 anos / em 35mm / Som Mono.

18h – Mãe (Madeo, Coréia do Sul, 2009) De Bong Joon-Ho. Com Bin Won, Hye-ja Kim.
A qualidade do cinema coreano mostra-se clara e evidente nesse excelente thriller de mistério do diretor Bong Joon-Ho (o Cinema da Fundação exibiu seu filme anterior, O Hospedeiro/The Host). Uma mãe irá, sozinha, solucionar o assassinato de uma adolescente que todos crêem ter sido cometido pelo filho único dela, um jovem dependente e indefeso. Armada de geniais instintos maternais e guiada pelo espírito de Hitchcock que permeia todo o filme, Mãe revela-se uma das melhores surpresas do ano no cinema internacional. 128 mins. / Tela Larga / em 35mm / Dolby SR / Paris Filmes / Inédito EXPECTATIVA

20h30 – O Homem Que Engarrafava Nuvens - sessão seguida de debate com o diretor Lírio Ferreira e a produtora Denise Dumont

(Brasil, 2008) De Lírio Ferreira. Com Chico Buarque, Caetano Veloso, David Byrne. Documentário musical sobre a vida e a obra do compositor, advogado, deputado federal e criador das leis de direitos autorais, Humberto Teixeira, também conhecido como "O Doutor do Baião" pela autoria de clássicos populares como "Asa Branca". O filme acompanha sua filha, Denise Dummont, numa viagem em busca de aprender mais sobre o pai. Isso dá ao filme o toque pessoal e humano, casando com a condução livre e autoral de Ferreira (Baile Perfumado, Árido Movie). 105 mins. / em 35mm / Dolby SR / Inédito EXPECTATIVA

Segunda, 14 de Dezembro

16h30 – Cidadão Boilesen (Brasil, 2009), de Chaim Litewski. Com Kim Yoon-suk, Ha Jung-woo, Seo Young-hee.
Construído em admirável ritmo de um thriller, o documentário feito por Chaim Litewski (funcionário das Nações Unidas) investiga a vida do empresário Henning Boilesen. O filme resgata (e revela) a ligação política e econômica entre empresários e militares no combate à luta armada durante o regime militar brasileiro. Melhor Filme no festival de documentários É Tudo Verdade 2009. Plano / Digital / 14 anos / 93 min. / Imovision / Inédito EXPECTATIVA

18h20 – Cold Souls (EUA, 2009), de Sophie Barthes. Com Paul Giamatti, Dina Korzun, Emily Watson, David, Strathaim.
Paul Giamatti, famoso ator americano, enfrenta uma grande crise existencial e tem um colapso após um ensaio. Ao descobrir a empresa Soul Storage, laboratório que oferece alívio para as dores da existência, decide ter sua alma extraída para viver mais levemente. As dificuldades, no entanto, não cessam e ele decide alugar a alma de um suposto poeta russo, que o transporta para um estranho mundo onírico. Paul descobre então a existência de uma máfia russa de tráfico de almas, e fica sabendo que sua alma foi contrabandeada e vendida para uma atriz russa, esposa do chefe do tráfico. Seleção oficial do Festival de Sundance 2009. Plano / Digital / 14 anos / 100 min. / Moviemobz / Inédito EXPECTATIVA

20h20 – O Amor Segundo B. Schainberg, de Beto Brant - sessão seguida de debate com o produtor Renato Ciasca

(Brasil, 2009), de Beto Brant. Com Marina Previato, Gustavo Machado. O diretor de O Invasor, Crime Delicado e Cão sem Dono monta agora uma sofisticada narrativa a partir da confiança/desconfiança na relação amorosa entre um ator e uma videoartista. Brant convida o espectador a invadir a construção desse amor na convivência entre a moça e o rapaz durante três semanas num apartamento em São Paulo. Inspirado no personagem Benjamim Schianberg do livro “Eu receberia as piores noticias dos seus lindos lábios”, de Marçal Aquino. Seleção da Mostra de SP / Premiere Brasil Festival do Rio. Plano / Digital / 16 anos / 80 min. / Filmes da Mostra / Inédito EXPECTATIVA

Terça, 15 de Dezembro

15h50 – Três Macacos (Üç Maymum, Turquia, 2008), de Nuri Bilge Ceylan. Com Yayuz Bingo, Hatice Aslan.
Contra todas as possibilidades, uma família tenta esconder as mentiras que a envolve para se manter unida. Para isso é preciso fingir que ninguém vê ou ouve qualquer coisa, bem como evitar de qualquer modo tocar em assuntos incômodos.Melhor direção em Cannes 2008. Scope / Digital / 14 anos / 109 min. / Imovision / Inédito

18h– Rumo - sessão seguida de debate com os diretores, os Irmãos Pretti

(Ceará, 2009), de Luiz e Ricado Pretti. Este longa-metragem cearense é o primeiro no País a ser feito totalmente a partir de imagens captadas em um celular. A audácia abre a discussão para novas possibilidades audiovisuais. O filme narra a trajetória de dois jovens, interpretados por Uirá dos Reis e Thaïs Dahas, que querem mudar de vida. O roteiro foi pensado a partir da própria captação das imagens por um Sony Ericsson k790i. Plano / Digital / 14 anos / 70 min. / Irmãos Pretti EXPECTATIVA

20h20 – Bastardos Inglórios (Alemanha/EUA, 2009). De Quentin Tarantino. Com Brad Pitt, Diane Kruger, Christophe Waltz.
Sessão especial na tela da Fundação com um dos filmes mais vibrantes da década, declaração de amor ao cinema. Tarantino refaz o gênero “filme de Guerra” com a história de um pelotão de soldados americanos de origem judaica que se infiltram na França ocupada pelos nazistas para trucidar soldados de Hitler. Terminam participando da operação “Kino”, cujo cenário é uma sala de cinema... Não perca, última chance na tela grande. 153 min. / em 35mm / Dolby SR / Tela Larga / Universal. RETROSPECTIVA

Quarta, 16 de Dezembro

16h10 – Up (EUA, 2009). De Pete Docter e Bob Peterson.
O filme de abertura do Festival de Cannes 2009 é mais uma prova da força da Pixar como principal central criativa do cinema de animação. Mesclando a história intimista de um senhor aposentado com a grande aventura de um garoto, o filme é tocante, engraçado e empolgante. Um dos melhores produtos lançados por Hollywood esse ano, um dos melhores filmes de 2009. 96 mins. / em 35mm / Dolby SR / Buena Vista International RETROSPECTIVA

18h – Amantes (Two Lovers, EUA, 2009), de James Gray. Com Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow, Vinessa Shaw, Isabella Rossellini, Elias Koteas.
Grande sucesso da crítica de 2009 em retrospectiva no Cinema da Fundação. Um homem solteiro mora no bairro de Brooklyn, com os pais. Quando duas mulheres completamente diferentes entram em sua vida, ele vê tudo virar de cabeça para baixo ao ficar dividido entre ambas. Uma é a bela e misteriosa vizinha Michelle, que acaba de se mudar; a segunda é a gentil filha de uma família de amigos, apresentada por seus pais. Seleção Festival de Cannes 2008. Tela Larga / 35mm / 14 anos / 110 min. / PlayArte RETROSPECTIVA

20h20 – Curtas Pernambucanos – Os 4 de Brasília 2009 (entrada franca) - sessão seguida de debate com os diretores

Pelo 3o ano consecutivo, o Cinema da Fundação passa a limpo a nova safra de curtas pernambucanos, começando pelos novos filmes que estrearam há 2 semanas no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Dos 12 filmes selecionados, 4 eram pernambucanos, e trouxeram 10 prêmios.

1) Faço de Mim o Que Quero

de Petrônio Lorena e Sergio Oliveira. Não to nem aí. HD/35mm / 20’

2) Azul

de Eric Laurence. Com Zezita Matos, Irandhir Santos e Magdale Alves. Em uma região despovoada, diariamente, uma velha mãe caminha quilômetros até a vizinha mais próxima, para que ela leia a carta escrita pelo o seu filho ausente. Azul é uma história que narra a necessidade de criar fantasias para suportar a solidão. Prêmio de Melhor Som para Nicholas Hallet dividido com Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos. Super16/35mm / Dolby SR / 19’

3) Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos

de Camilo Cavalcante. Moradores dos Sítios Caracol, Sozinho, Ipueira, Espírito Santo, Aboboreira, Catolé, Baixio do Juá, Algodões e Minador em Serrita, Pernambuco. Chico Justino, Luzia Petronila Alves, Assis Vaqueiro e Ana Jose dos Anjos. Um registro poético do imaginário popular do Sertão, às 18 horas, quando toca na rádio a Ave Maria Sertaneja, interpretada por Luis Gonzaga. Melhor Filme (Júri), Melhor Fotografia e Melhor Som (este dividido com Azul). HD/35mm / Dolby SR / 12’

4) Recife Frio

de Kleber Mendonça Filho. Com Andrés Schaffer, Jr. Black, Yannick Ollivier, Rodrigo Riszla. O Recife ficou frio. Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Filme (Público), Melhor Filme (Crítica), Prêmio Saruê do Correio Braziliense (Melhor Momento do Festival), Aquisição Canal Brasil, Prêmio Vagalume. HD/35MM / Dolby SR / 24’.

Quinta, 17 de Dezembro

16h50 – Star Trek (EUA, 2009), de J. J. Abrams. Com Chris Pine, Zachary Quinto, Eric Bana, Simon Pegg, Winona Ryder, Leonard Nimoy.
Espetacular refilmagem do zero da clássica série da TV e cinema. No enredo, o destino da Galáxia está nas mãos de amargos rivais de planetas bem diferentes. James Tiberius Kirk é um adolescente rebelde de Iowa sempre em busca de emoções, um líder por natureza à procura de uma causa. Spock cresceu no planeta Vulcano, excluído por ser metade humano. Ele é um aluno engenhoso e o primeiro de sua raça a ser aceito na Frota Estelar. Em sua busca para descobrir quem realmente são e o que têm a oferecer ao mundo, Kirk e Spock logo tornam-se competitivos cadetes em treinamento. E vão brigar para estar na mais avançada nave já criada, a U.S.S. Enterprise. Scope / 35 mm / 12 anos / 127 min. / Universal / Dolby SR RETROSPECTIVA

19h15 – Fais-Moi Plaisir (França, 2009), de Emmanuel Mouret. Com Emmanuel Mouret, Judith Godreche, Déborah François, Frédérique Bel.
Ariane está convencida que seu parceiro, Jean-Jacques, deseja outra mulher. Para salvar o relacionamento, ela vê apenas uma saída: que ele tenha de fato um caso com essa mulher de seus sonhos, Elisabeth. Desta forma, saciaria seu desejo e voltaria à normalidade de sua vida de casal. Jean-Jacques parte, então, ao encontro de Elisabeth. O que ele não sabe é que sua futura amante é filha do presidente da França. Plano / Digital / 14 anos / 92 min. / Filmes do Estação / Inédito EXPECTATIVA

21h10 – Curtas Pernambucanos 2 – Safra 2009 (entrada franca) - sessão seguida de debate com os diretores

Teatro da Alma

De Deby Brennand. Com Hermila Guedes. O gene de “Teatro da Alma” surgiu ainda em 2005, quando Deby encontrou no Engenho São Francisco alguns fimes no formato Super-8 rodados em 1979. Ao rever os filmes realizou este trabalho que tenta reproduzir as sensações de delírio, desejos e, principalmente, medo pelos quais passam um palhaço, personagem de Hermila Guedes. 35mm / Dolby SR / Inédito

Nossos Ursos Camaradas

De Fernando Spencer. Com Emmanuel Mouret, Judith Godreche, Déborah François, Frédérique Bel. Numa crítica bem-humorada, o filme trata da simbologia relacionada aos ursos do carnaval do Recife, as origens da brincadeira, os desfiles das agremiações e o imaginário popular em torno do tema. 12 min / 35mm / Dolby SR

Confessionário

De Leonardo Sette. Com . Silvano Sabatini. O missionário católico Silvano Sabatini relembra sua chegada à Área Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, nos anos 50. 15 min / 35mm / Dolby SR

Tchau e Benção

De Daniel Bandeira. Com Sarah Hazin, Rafael Chamié. Música tocando, coisas na caixa e ela a caminho. Tudo pronto para o fim. 10 min / Digital

Sexta, 18 de Dezembro

16h30 – Anticristo (Din., 2009) De Lars Von Trier. Com Willem Dafoe, Charlotte Gainsbourg.
Lars Von Trier deixou sua marca em 2009 com essa pancada nas partes baixas do espectador. Presente na seleção oficial do Festival de Cannes 2009, Anticristo apresenta um casal em luto que procura abrigo no “Éden”, uma cabana isolada numa floresta, onde esperam se recuperar de uma perda e do casamento em crise. Porém, a natureza assume o curso e as coisas ali vão de mal a pior. Melhor atriz (Charlotte Gainsbourg) em Cannes 2009. Califórnia Filmes / 109 min. / 35mm / Scope / Dolby SR / 18 anos RETROSPECTIVA

18h40 – À Procura de Eric (Reino Unido, 2009) De Ken Loach. Com Steve Evets, Eric Cantona, Stephanie Bishop.
Eric, o carteiro, está desperdiçando sua vida. A caótica família, os enteados travessos e o misturador de cimento no jardim da frente não ajudam, mas é o segredo de Eric que o motiva a mudar. Poderia enfrentar Lily, a mulher que amara há 30 anos? Apesar dos esforços e da grande vontade dos amigos fãs de futebol, Eric continua a afundar. Nas horas de desespero, é preciso um baseado e um amigo especial, vindo de terras estrangeiras, que desafie o perdido carteiro a fazer uma jornada ao mais perigoso dos territórios – o passado. Como dizem os chineses e um francês: “quem tem medo de lançar os dados nunca consegue tirar um seis”. Indicado a Palma de Ouro Cannes 2009. 116 min / plano / 35mm / Inédito / 14 anos / Califórnia Filmes EXPECTATIVA

20h50 – Momma’s Man (2a. exibição).

Nenhum comentário: