segunda-feira, agosto 03, 2009

DRAGONQUEST (2009, EUA)


Vamos fazer um teste. Olhe a capinha acima e tente adivinhar o maior motivo pelo qual eu assisti DRAGONQUEST.

Já sacou?

Ainda não?

Ok...


:)

Isso mesmo, foi impossível resistir a um filme de fantasia com Marc Singer e Brian Thompson. Sou um cara nostálgico e DRAGONQUEST me divertiu cumprindo a sua proposta de não ser nada mais que uma boa sessão da tarde, mesmo com a sua parcela de restrições (efeitos, atuações... e por aí vai), causadas principalmente pelo seu baixo orçamento. Mark Altman embarcou neste filme logo após ter dirigido outro filme de fantasia da The Asylum, MERLIN AND THE WAR OF THE DRAGONS, filmado no país de Gales e com a presença do grande Jurgen Prochnow. Assim como MERLIN, DRAGONQUEST é protagonizado por um jovem ator (aqui, Daniel Bonjour do elogiado slasher MIDNIGHT MOVIE) que não consegue segurar muito as pontas, mas Bonjour - pelo menos - está suportável, coisa que não posso dizer do "Merlin". Até a trilha de Chris Ridenhour que também trabalhou neste outro filme da Asylum é melhor aqui.

O roteiro não tem novidades e parece ser derivado de STAR WARS. Fica impossivel não pensar em Darth Vader quando Brian Thompson abre a boca para dizer as suas falas. Até na foto acima dá pra notar a semelhança hehe. Falando nele, sua participação se resume a uma ponta estendida, mas pelo menos o diretor soube aproveitar o cara, seu olhar, sua fala, coisa de quem é fã mesmo. Não foi desperdiçado como em O VÔO DA MORTE (Plane Dead). Já Marc Singer, para minha alegria, rouba todas as cenas em que aparece. O velho guerreiro Maxim é uma figuraça e Singer se diverte demais com o papel. Recomendo a quem não tem saco para encarar algo do calibre de ERAGON, onde Jeremy Irons e John Malkovich devem ter dado uma de Cuba Gooding Jr. berrando ‘Show Me The Money” para correr do set de filmagens.

Nenhum comentário: