quinta-feira, dezembro 31, 2009

terça-feira, dezembro 29, 2009

Trailer de UNDISPUTED 3 e resenha de FORÇAS ESPECIAIS, por Luiz Alexandre

A mais nova sessão porrada de Isaac Florentine,
com Scott Adkins reprisando o papel de Yuri Boyka.




Consegui resgatar a resenha do comparsa Luiz Alexandre para FORÇAS ESPECIAIS, escrita em seu Mad Blog:


Florentine mostrando como se faz, no set de UNDISPUTED 3.

NINJA (2009, EUA)


Como é bom assistir um filme que te deixa feliz não só em um, mas em vários momentos. Sorrir como eu sorri assistindo a NINJA chegou a ser medicinal para mim. Um dos principais motivos de eu apreciar tanto cinema B (e quebrar a cara um monte de vezes) é voltar ao tempo, me sentir de novo como aquele moleque que saía da escola na sexta-feira para ir na locadora se aventurar nas prateleiras empoeiradas dos filmes de catálogo. Era o tempo das VHS e se você acha que hoje em dia lançam coisa até demais, é porque não soube curtir essa época. Lançavam de tudo nas locadoras. Gosto muito de lembrar que foi só John Woo lançar O ALVO que os filmes do diretor feitos em Hong Kong foram sendo lançados aos poucos por distribuidoras como Reserva Especial, Penta Vídeo, Alpha Filmes e Flashstar. Foi também o tempo onde as fitas de Gary Daniels, Mark Dacascos, Michael Dudikoff, Lorenzo Lamas e Frank Zagarino disputavam a atenção dos blockbusters hollywoodianos.

Esse primeiro parágrafo acabou sendo bem nostálgico porque NINJA não deve ser encarado de outra maneira. Isaac Florentine é o cara, só mesmo alguém que sabe do riscado consegue a façanha de fazer seis filmes para a Nu Image e todos (repito: todos!) serem bons. Scott Adkins foi uma descoberta de Florentine em FORÇAS ESPECIAIS e a parceria deu tão certo que foi repetida em O LUTADOR (Undisputed 2) e OPERAÇÃO FRONTEIRA, onde Adkins encara Van Damme. O britânico também apareceu em ESPIÃO POR ACIDENTE, O MEDALHÃO, CÃO DE BRIGA, O ULTIMATO BOURNE e X-MEN ORIGENS: WOLVERINE, mas foram com os filmes de Florentine que ele teve maiores chances de mostrar o seu talento. NINJA é o primeiro filme maior de Adkins como protagonista, que mostra potencial para crescer mais, embora o roteiro empurre umas cenas dramáticas nele que só servem para enrolar e explicitam as suas limitações. Mais atenção na próxima, Isaac: papo não é o forte do sujeito.


Em NINJA, a trama não passa de uma desculpa esfarrapada para uma sucessão de pancadaria e mortes a cada 5 minutos ou menos. Quando vemos o personagem Masazuka pela primeira vez, o seu ator Tsuyoshi Hara se esforça tanto pra fazer cara de malvado que a gente já sabe quem é o vilão. Temos uma Nova York mais falsa que o Milli Vanilli, pois tudo foi filmado em Sofia na Bulgária. A seita secreta apresentada ao expectador logo após o início só está no filme para fornecer capangas. E como se espera, entra em cena o representante da lei (Todd Jensen, figura carimbada nas produções da Nu Image) para atrapalhar a vida dos protagonistas do bem.

É por essas e outras que eu recomendo NINJA sem restrições a quem for maluco como eu e aprecia um filminho de ação besta e inofensivo para matar 1 hora e meia. Dentre as qualidades, a maior é a direção enxuta e firme de Isaac Florentine, que contraria as desgraças que QUANTUM OF SOLACE e os novos BOURNE fizeram com cenas de luta e ação tão mal dirigidas e elaboradas que chega a ser impossível acompanhar o desenrolar delas. Embora falho em momentos (a ação Ninja decepciona para um filme com esse título), NINJA cumpre a sua função principal: divertir. E isso é o que mais importa para os fãs do gênero.

Você sabe quando um filme foi feito na Bulgária quando...

...qualquer um desses atores (ou os três) aparecem,
da esquerda para a direita:
Velizar Binev, Todd Jensen e Raicho Vasilev.

sábado, dezembro 19, 2009

TRASHIX - 4a. Parte

Essa imperdível quarte parte revela como o Brasil se transformou em Trashix.

sexta-feira, dezembro 18, 2009

AVATAR - Minhas primeiras impressões


Só fiz chegar em casa, tomar um banho e sentar no computador para escrever. Ou seja, o texto ficou bem impulsivo.

http://cineflash.com.br/not.php?id=3236

O companheiro de site Léo Peixe também escreveu sobre o filme:

http://cineflash.com.br/analise.php?id=43


Stephen Lang - Melhor Coisa do Filme

domingo, dezembro 13, 2009

segunda-feira, dezembro 07, 2009

TRASHIX

Matheus Mota está subindo todo final de semana no YouTube
10 minutos da insanidade que é TRASHIX, o tão falado e esperado longa 'ultra zero budget' da produtora Bafo Movies. O filme foi rodado entre 2003 e 2005 com cenas adicionais em 2006!! Essa ainda não é a versão final, mas até que enfim isso está saindo, hein? Aleluia!

Abaixo dos vídeos, pré-release de Rodrigo Brandão (Era dos Mortos).





Paloma Buracão:
Um pré-release de Rodrigo Brandão para o filme trash mais esperado que existe

Eis que começam a aparecer os pedaços da lenda mais antiga do mundo trash que conheço.

Não vou aqui ficar balangando o quanto vi esse filme sendo feito, cenas de teste, história de galera brigando e estressando com a produção, as milhões de re-capturas, de re-edições e por aí vai. Vou comentar do que vi nos capítulos prontos que Matheus Mota começa a liberar on-line.

Assistir as primeiras cenas de Trashix foi como ter uma filmadora S-VHS de novo e lembrar de como era simples a vida antes do estudo de cenografia, do balanço de branco, da tipografia, do corte fade-out e etc. Naquela época, sim, fazíamos filmes que saíam completamente de nossos “dotes”, não tínhamos acesso nem ao conhecimento técnico nem ao equipamento verdadeiro.

Trashix deverá ser o último filme trash ‘old school’. Viverá como aquele filho caçula que nasce de um casal velho, onde seus outros irmãos já tem até filhos e cresce ao lado dos sobrinhos que tem a sua mesma idade. Mas mesmo assim recebe respeito por ser o tio.

Não há como negar o saudosismo de ver a imagem granunalada, meio embaçada, no estilo que só uma captura analógica para digital consegue fazer. Porque isso, hoje em dia, é até efeito cool. E nada mais certo do que dosar esse saudosismo todo em capítulos homeopáticos semanais, deixando essa sensação mais do que ótima por mais tempo.

Sobre a hístória, nos pouquíssimos minutos ainda liberados, já da pra ver do que Trashix é capaz. O humor trash de bom gosto da Bafo Movies é o que mais se destaca nessa bangunça toda. A dica que dou é que sempre que os personagens começarem a dialogar, o espectador deve respirar fundo e se preparar para sacadas monumentais e atuações dignas de aplausos espontâneos (mesmo que sozinho diante da tela do computador).

Ainda não dá pra dar o sinceros e completos parabéns para Matheus Mota, antes do filme todo ser exibido. Mas o que já dá pra falar é que Trashix, agora que começou, inicia uma mudança drástica e irremediável em tudo aquilo que você imaginava saber de cinema amador levado a sério.

Rodrigo Brandão
04/12/2009

sábado, dezembro 05, 2009

Sessão Surpresa no Cineclube Dissenso


Qual é o filme? Dica: Já foi comentado no blog e é um dos clássicos do cinema B e independente do final dos anos 50. ;)

O Cineclube Dissenso é um projeto que tem funcionado extremamente bem no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, aqui em Recife. Aos sábados de cada mês às 14:00, uma sessão seguida de debate com filmes raros e obscuros e também filmes mais recentes de difícil circulação. Vale a pena dedicar algumas horinhas da tarde de sábado para prestigiar as sessões do Dissenso. A entrada é franca. Eu mesmo apenas pago a minha inseparável latinha de Coca Cola. Confesso que estou ansioso para a hora chegar... hoje vai ser bom demais.

Expectativa 2010/Retrospectiva 2009 no Cinema da Fundação

Sábado, 5 de Dezembro

16h - Mais Tarde Você Vai Entender
Plus Tard tu Comprendras (França, 2008), de Amos Gitai. Com Jeanne Moreau, Hippolyte Girardot, Dominique Blanc, Emmanuelle Devos. Rivka, senhora judia que vive rodeada de objetos do passado, prepara o jantar para seu filho Victor, enquanto acompanha na TV o julgamento de Klaus Barbie. O ano é 1987, e o ex-líder da Gestapo, conhecido como o “açougueiro de Lyon”, finalmente enfrenta a justiça por seus crimes no Holocausto. É quando Rivka reconhece na TV uma voz, a voz de um sobrevivente. 90 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

17h50 - Um Segredo em Família (França, 2007). Com Cecile de France, Patrick Bruel, Ludivigne Sagnier.
Pouco depois da II Guerra, aos 15 anos, o solitário François descobre um obscuro segredo, e enfrentar verdades que encobrem as aparências da sua família. Ele inventa um irmão e imagina o passado de seus pais numa viagem atribulada, que tem como pano de fundo o nazismo e a deportação dos judeus. 106 mins. / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

19h50 - Belair sessão seguida de debate com os realizadores

Brasil, 2009. De Bruno Safadi e Noa Bressane. Em 1970, a produtora cinematográfica Belair Filmes, dos cineastas Júlio Bressane e Rogério Sganzerla, realizou sete filmes em apenas cinco meses. Censurados pela ditadura militar, os cineastas saíram do país, e os filmes permanecem pouco conhecidos até hoje. 80 mins. / 14 anos / em 35mm / Inédito.

22h30 - Deixe Ela Entrar (Suécia, 2008), de Tomas Alfredson. Com Kåre Hedebrant,
Lina Leandersson. No auge do sucesso teen hollywoodiano Lua Nova, o timing parece perfeito para projetar no Cinema da Fundação esse maravilhoso filme sueco com um ponto de vista um tanto diferente para uma história de vampiros e adolescentes. Inteligente, lírico, ousado e adequadamente sangrento, Deixa Ela Entrar equilibra o melhor do cinema de gênero com a delicadeza das grandes histórias de amor. Hollywood já anunciou o remake, portanto, veja logo ! 112 mins / 16 anos / em 35mm / Dolby SR / Tela Larga / Inédito

Domingo, 6 de Dezembro

16h - Crime de Autor (França, 2007) De Claude Lelouch. Dominique Pinon, Fanny Ardant, Audrey Dana, Zinedine Soualem.
Judith Ralitzer (Fanny Ardant) é uma escritora popular, que está em busca de personagens para seu próximo livro. Paralelamente, um serial killer fugiu de um presídio de segurança máxima e Huguette (Audrey Dana), a cabeleireira de um luxuoso salão de Paris, decide mudar de vida. Os destinos deles se encontrarão, mudando a vida de todos. Claude Lelouch (de UM HOMEM, UMA MULHER) continua filmando com impressionante vigor. 103 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

18h – À Procura de Elly
Um filme para ser descoberto na programação, com olhar distinto do que conhecemos via cinematografia iraniana. Depois de anos morando na Alemanha, Ahmad volta ao Irã. Sua amiga Sepideh organiza viagem com ele e os amigos nas margens do mar Cáspio. Ela convida também uma estranha, Elly, professora de sua filha. Ahmad, que teve um casamento infeliz com uma alemã, quer conhecer uma iraniana. No segundo dia, quando tudo parece estar indo muito bem, um estranho incidente acontece, revirando por completo a conduta de todos. Prêmio de Melhor Direção no Festival de Berlim. 119 mins. / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / Inédito

20h30 – A Riviera Não é Aqui (França, 2008). De Dany Boom. Com Kad Merad, Dany Boon, Zoé Félix.
Uma boa oportunidade de ver o filme de sucesso fenomenal nos cinemas franceses, visto por 20 milhões de espectadores. Philippe Abrams trabalha nos correios no sul da França e amarga uma transferência para a pequena vila de Bergues, do norte do país. Para os sulistas preconceituosos (como Philippe), o norte é frio e só tem gente “rústica” que fala um sotaque incompreensível. Ele irá logo ver que os preconceitos irão sumir ao achar o lugar charmoso, as pessoas verdadeiras e encontrar um novo círculo de amizades. 119 mins. / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / Inédito FESTIVAL VARILUX.

Segunda-Feira, 7 de Dezembro

16h - Um Segredo em Família (2a. exibição)

18h – Distrito 9 (África do Sul/Nova Zelândia/EUA, 2009) De Neill Blomkamp. Com Sharlto Copley, Jason Cope, Nathalie Boltt.
Um empolgante milk shake de ficção científica ambientado numa favela do terceiro mundo, Distrito 9 mistura influências explícitas de uma dezena de outros filmes (A Mosca, Robocop, Total Recall, Missão Alien, Predador, Cidade de Deus, Independence Day) para contar a história de uma raça alienígena cuja nave mãe quebrou em cima de Johanesburgo, na África do Sul. Os seres visitantes são marginalizados pelos humanos, isolados num campo de concentração intitulado Distrito 9. Cinema de gênero com muita imaginação. 112 mins / 14 anos / em 35mm / Dolby SR / RETROSPECTIVA

20h20 - Deixa Ela Entrar (2a. Exibição)

Terça, 8 de Dezembro

16h - Entre os Muros da Escola (2a. Exibição) - PALMA DE OURO FESTIVAL DE CANNES 2008

18h30 - Mais Tarde Você Vai Entender (França, 2008), de Amos Gitai. Com Jeanne Moreau, Hippolyte Girardot, Dominique Blanc, Emmanuelle Devos.
Rivka, senhora judia que vive rodeada de objetos do passado, prepara o jantar para seu filho Victor, enquanto acompanha na TV o julgamento de Klaus Barbie. O ano é 1987, e o ex-líder da Gestapo, conhecido como o “açougueiro de Lyon”, finalmente enfrenta a justiça por seus crimes no Holocausto. É quando Rivka reconhece na TV uma voz, a voz de um sobrevivente. 90 mins / 14 anos / em Digital / Inédito FESTIVAL VARILUX.

20h20 – Pacific (Brasil / PE, 2009). De Marcelo Pedroso. Uma viagem de sonho em um cruzeiro rumo a Fernando de Noronha. As lentes dos passageiros captam tudo a todo instante. E eles se divertem, brincam, vão a noitadas. Desfrutam de seu ideal de conforto e bem-estar. E, a cada dia, aproximam-se mais do tão sonhado paraíso tropical. 73 mins / 12 anos / em Digital.

Quarta, 9 de Dezembro

16h - Crime de Autor (2a. Exibição)

18h10 – A Riviera Não é Aqui (2a. Exibição)

20h20 – Um Lugar ao Sol (Brasil / PE, 2009). De Gabriel Mascaro.
Um Lugar ao Sol reúne depoimentos de moradores de luxuosas coberturas do Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O diretor conseguiu acesso aos moradores através de um curioso livro que mapeia a elite e pessoas influentes da sociedade brasileira. No livro, foram catalogados 125 donos de coberturas. Desses, apenas 9 cederam entrevista. O documentário oferece um rico debate sobre desejo, visibilidade, altura, status e poder. 70 mins. / 12 anos / em Digital

Quinta, 10 de Dezembro

16h – Uma Garota Dividida em Dois (França, 2007). De Claude Chabrol. Com Ludivine Sagnier, François Berléand.
Gabrielle (Sagnier) tem 25 anos e vive em Lyon com sua mãe Marie (Marie Bunel), que a criou sozinha, cercada por livros. Inteligente e charmosa, Gabrielle trabalha no canal de TV. Um dia, conhece o grande escritor Charles Saint-Denis (Berléand), durante o evento de promoção do novo livro dele. Homem bem-apessoado, ele não encontra dificuldades em seduzir a jovem, apesar de ser casado e de ter 30 anos a mais. Ao apaixonar-se, terá que disputar seu amor com Paul (Benoît Magimel), um jovem milionário desequilibrado. Ganhou prêmio da crítica no Festival de Veneza (2007). 115 mins. / 14 anos / em Digital FESTIVAL VARILUX.

18h20 - Mais Tarde Você Vai Entender (2a. Exibição)

20h20 – A Hora da Estrela (cópia 35mm restaurada) sessão seguida de debate com a atriz Marcélia Cartaxo.
(Brasil, 1985), de Suzana Amaral. Com Marcélia Cartaxo, José Dumont e Tâmara Taxman. Belíssima adaptação do livro de Clarice Lispector ganhadora do prêmio de Melhor Atriz no Festival de Berlim (Marcélia Cartaxo) e 11 Candângos no Festival de Brasília. É a história de Macabéia, secretária tímida em São Paulo que, com toda a sua doçura e sensibilidade, tem dificuldade de encaixar-se no mundo. Ela acredita em anjos, e se eles existem é porque ela assim acredita. O Cinema da Fundação tem o orgulho de projetar para toda uma nova geração um dos grandes filmes do cinema brasileiro. Imperdível. A cópia nova foi restaurada pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB), em projeto patrocinado pela Petrobras e incentivado pelo Ministério da Cultura. 90 mins / 14 anos / som Mono / em 35mm

Sexta, 11 de Dezembro

17h - Arraste-Me Para o Inferno (Drag me To Hell, EUA, 2009), de Sam Raimi. Com Alison Lohman, Justin Long.
O diretor Sam Raimi começou no cinema com exercícios em cinema B totalmente enlouquecidos (The Evil Dead, Dark Man), e entrou para a classe A de Hollywood com a franquia Homem Aranha ainda mantendo certo toque autoral. Nesse seu último filme, Raimi parece voltar às origens com um thriller espetacularmente assombrado sobre uma jovem bancária que nega empréstimo a uma velha senhora, que roga-lhe uma praga como vingança. Mantenha sua boca fechada nesta que é uma das sessões mais divertidas do ano. TELA LARGA / DOLBY SR / 16 anos / 99 mins. / em 35mm. RETROSPECTIVA

19h – Partir (Partir, França, 2009). De Catherine Corsini. Com Kristin Scott Thomas, Sergi Lopez.
Suzanne, uma mãe de família, é casada com um médico e mora no sul da França. A ociosidade da vida burguesa a cansa, e ela decide retomar seu trabalho como fisioterapeuta, que havia largado para cuidar dos filhos. Convence o marido a ajudá-la a instalar um consultório. No trabalho, conhece Ivan, responsável pelo site da empresa, e a atração é imediata, mútua e violenta. 16 anos / 85 mins. / em Digital. EXPECTATIVA

20h45 – Os Famosos e os Duendes da Morte (Brasil, 2009). De Esmir Filho. Com Henrique Larré, Ismael Caneppele, Tuane Eggers.
O retrato de um jovem habitante do interior gaúcho que usa a internet para aplacar a solidão e sua paixão por Bob Dylan para dar-lhe um estilo. Mr. Tambourine Man (seu apelido) é o personagem principal do primeiro filme de Esmir Filho, realizador paulistano que destacou-se no curta-metragem com os filmes Tapa na Pantera, Alguma Coisa Assim e Saliva. Um ponto de vista claramente diferente dentro do cinema brasileiro contemporâneo. 101 mins. / 16 anos / Dolby SR / Tela Larga / Warner Bros. / Inédito EXPECTATIVA.

Sábado, 12 de Dezembro

16h – O Caçador (Chugyeogja, Coréia do Sul, 2008), de Na Hong-jin. Com Kim Yoon-suk, Ha Jung-woo, Seo Young-hee.
Ex-detetive, Jung-ho virou um cafetão. Toda noite, ele envia garotas que trabalham para ele a clientes anônimos. Ele começa a suspeitar que algumas querem fugir sem pagar suas dívidas. Essa noite, é Mi-jin que desaparece. O maior sucesso de um filme estreante na bilheteria da Coréia do Sul n\ao é recomendado para cardíacos. The Chaser, foi apresentado na seleção oficial, fora de competição, Festival de Cannes. TELA LARGA / Digital / 16 anos / 125 min. / Imovision EXPECTATIVA

18h30 – Horas de Verão (L`Heure o D’Été, França, 2008), de Olivier Assayas. Com Juliette Binoche, Charles Berling, Jérémie Renier, Edith Scob.
Um delicado retrato feito por Assayas a respeito das transformações do mundo pela renovação das gerações. Filme mostra as distintas trajetórias de dois irmãos e uma irmã de quarenta e poucos anos se chocam quando sua mãe - que preservava a obra de seu tio, o excepcional pintor do século XIX Paul Berthier -, morre repentinamente. Os filhos são levados ao confronto de suas diferenças. Adrienne, uma bem sucedida designer em Nova York; Frédéric, economista e professor universitário em Paris; e Jérémie, um dinâmico empresário que vive na China, são apresentados às texturas e lembranças do final da infância, às memórias partilhadas, criando uma visão única do futuro. Indicado ao César de atriz coadjuvante (Edith Scob). Plano / Digital / 12 anos / 103 min. / Filmes da Mostra / Inédito EXPECTATIVA

20h20 – Momma’s Man (EUA, 2008), de Azazel Jacob. Com Matt Boren, Ken Jacobs, Richard Edson.
Mikey nasceu e cresceu em Nova York, mas atualmente vive em Los Angeles com a mulher e o filho. De retorno à sua cidade natal para uma viagem de trabalho, ele se hospeda no loft de seus pais, onde foi criado. Tentado pelos constantes agrados de sua mãe e pelos prazeres nostálgicos de seu antigo quarto, Mikey adia indefinidamente sua volta, inventando diversas desculpas. Ignorando as ligações da mulher e os olhares reprovadores do pai, mergulha no universo de sua infância e adolescência, recuperando antigos brinquedos, gibis e amizades. Competição do Festival de Sundance 2008. Plano / Digital / 16 anos / 94 min. / / Moviemobz / Inédito EXPECTATIVA

22h – Sede de Sangue (Bakjwi, Japão, 2009), De Chung Seo-kyung, Park Chan-wook. Com Song Kang-ho, Kim Ok-vin, Kim Hae-sook.
Uma prova de que, em material de cinema fantástico além de qualquer limite, os coreanos estão numa categoria só deles. Sang-hyun, padre querido na cidade onde vive, se oferece como voluntário para os testes de uma vacina contra um novo vírus letal. Infectado acidentalmente com o vírus, seu corpo desfalece. No entanto, uma transfusão de sangue de última hora o traz milagrosamente de volta à vida. Transformado em vampiro, ele passa a ter que lidar com a necessidade de beber sangue, tão grande quanto o seu desejo por uma colega vampira. Do diretor de Old Boy. Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 2009. Scope / 18 anos / 133 min. / Paris Filmes / Inédito EXPECTATIVA

Domingo, 13 de Dezembro

16h – Minha Noite Com Ela (França, 1969).Ma Nuit Chez Maude. De Eric Rohmer. Com Anne Dubot, Françoise Fabian, Guy Léger, Jean-Louis Trintignant, Marie-Christine Barrault. Achamos espaço para trazer dos arquivos essa boa cópia de um dos grandes filmes de Eric Rhomer. Terceira parte da série "Seis Contos Morais", Minha Noite Com Ela é um fascinante registro das relações humanas a partir dos encontros entre pessoas. O engenheiro Jean-Louis (Trintignant) volta à cidade de Clermont-Ferrand depois de ter morado fora. Católico introvertido, nutre paixão platônica pela loura Françoise (Barrault), que encontra nas missas de domingo. Acredita que a moça é sua parceira ideal. Um dia, durante um passeio, reencontra Vidal (Antoine Vitez), um velho amigo marxista. Ele o apresenta à sua namorada Maud (Francoise Fabian), uma divorciada inteligente e charmosa. 110 mins / 14 anos / em 35mm / Som Mono.

18h – Mãe (Madeo, Coréia do Sul, 2009) De Bong Joon-Ho. Com Bin Won, Hye-ja Kim.
A qualidade do cinema coreano mostra-se clara e evidente nesse excelente thriller de mistério do diretor Bong Joon-Ho (o Cinema da Fundação exibiu seu filme anterior, O Hospedeiro/The Host). Uma mãe irá, sozinha, solucionar o assassinato de uma adolescente que todos crêem ter sido cometido pelo filho único dela, um jovem dependente e indefeso. Armada de geniais instintos maternais e guiada pelo espírito de Hitchcock que permeia todo o filme, Mãe revela-se uma das melhores surpresas do ano no cinema internacional. 128 mins. / Tela Larga / em 35mm / Dolby SR / Paris Filmes / Inédito EXPECTATIVA

20h30 – O Homem Que Engarrafava Nuvens - sessão seguida de debate com o diretor Lírio Ferreira e a produtora Denise Dumont

(Brasil, 2008) De Lírio Ferreira. Com Chico Buarque, Caetano Veloso, David Byrne. Documentário musical sobre a vida e a obra do compositor, advogado, deputado federal e criador das leis de direitos autorais, Humberto Teixeira, também conhecido como "O Doutor do Baião" pela autoria de clássicos populares como "Asa Branca". O filme acompanha sua filha, Denise Dummont, numa viagem em busca de aprender mais sobre o pai. Isso dá ao filme o toque pessoal e humano, casando com a condução livre e autoral de Ferreira (Baile Perfumado, Árido Movie). 105 mins. / em 35mm / Dolby SR / Inédito EXPECTATIVA

Segunda, 14 de Dezembro

16h30 – Cidadão Boilesen (Brasil, 2009), de Chaim Litewski. Com Kim Yoon-suk, Ha Jung-woo, Seo Young-hee.
Construído em admirável ritmo de um thriller, o documentário feito por Chaim Litewski (funcionário das Nações Unidas) investiga a vida do empresário Henning Boilesen. O filme resgata (e revela) a ligação política e econômica entre empresários e militares no combate à luta armada durante o regime militar brasileiro. Melhor Filme no festival de documentários É Tudo Verdade 2009. Plano / Digital / 14 anos / 93 min. / Imovision / Inédito EXPECTATIVA

18h20 – Cold Souls (EUA, 2009), de Sophie Barthes. Com Paul Giamatti, Dina Korzun, Emily Watson, David, Strathaim.
Paul Giamatti, famoso ator americano, enfrenta uma grande crise existencial e tem um colapso após um ensaio. Ao descobrir a empresa Soul Storage, laboratório que oferece alívio para as dores da existência, decide ter sua alma extraída para viver mais levemente. As dificuldades, no entanto, não cessam e ele decide alugar a alma de um suposto poeta russo, que o transporta para um estranho mundo onírico. Paul descobre então a existência de uma máfia russa de tráfico de almas, e fica sabendo que sua alma foi contrabandeada e vendida para uma atriz russa, esposa do chefe do tráfico. Seleção oficial do Festival de Sundance 2009. Plano / Digital / 14 anos / 100 min. / Moviemobz / Inédito EXPECTATIVA

20h20 – O Amor Segundo B. Schainberg, de Beto Brant - sessão seguida de debate com o produtor Renato Ciasca

(Brasil, 2009), de Beto Brant. Com Marina Previato, Gustavo Machado. O diretor de O Invasor, Crime Delicado e Cão sem Dono monta agora uma sofisticada narrativa a partir da confiança/desconfiança na relação amorosa entre um ator e uma videoartista. Brant convida o espectador a invadir a construção desse amor na convivência entre a moça e o rapaz durante três semanas num apartamento em São Paulo. Inspirado no personagem Benjamim Schianberg do livro “Eu receberia as piores noticias dos seus lindos lábios”, de Marçal Aquino. Seleção da Mostra de SP / Premiere Brasil Festival do Rio. Plano / Digital / 16 anos / 80 min. / Filmes da Mostra / Inédito EXPECTATIVA

Terça, 15 de Dezembro

15h50 – Três Macacos (Üç Maymum, Turquia, 2008), de Nuri Bilge Ceylan. Com Yayuz Bingo, Hatice Aslan.
Contra todas as possibilidades, uma família tenta esconder as mentiras que a envolve para se manter unida. Para isso é preciso fingir que ninguém vê ou ouve qualquer coisa, bem como evitar de qualquer modo tocar em assuntos incômodos.Melhor direção em Cannes 2008. Scope / Digital / 14 anos / 109 min. / Imovision / Inédito

18h– Rumo - sessão seguida de debate com os diretores, os Irmãos Pretti

(Ceará, 2009), de Luiz e Ricado Pretti. Este longa-metragem cearense é o primeiro no País a ser feito totalmente a partir de imagens captadas em um celular. A audácia abre a discussão para novas possibilidades audiovisuais. O filme narra a trajetória de dois jovens, interpretados por Uirá dos Reis e Thaïs Dahas, que querem mudar de vida. O roteiro foi pensado a partir da própria captação das imagens por um Sony Ericsson k790i. Plano / Digital / 14 anos / 70 min. / Irmãos Pretti EXPECTATIVA

20h20 – Bastardos Inglórios (Alemanha/EUA, 2009). De Quentin Tarantino. Com Brad Pitt, Diane Kruger, Christophe Waltz.
Sessão especial na tela da Fundação com um dos filmes mais vibrantes da década, declaração de amor ao cinema. Tarantino refaz o gênero “filme de Guerra” com a história de um pelotão de soldados americanos de origem judaica que se infiltram na França ocupada pelos nazistas para trucidar soldados de Hitler. Terminam participando da operação “Kino”, cujo cenário é uma sala de cinema... Não perca, última chance na tela grande. 153 min. / em 35mm / Dolby SR / Tela Larga / Universal. RETROSPECTIVA

Quarta, 16 de Dezembro

16h10 – Up (EUA, 2009). De Pete Docter e Bob Peterson.
O filme de abertura do Festival de Cannes 2009 é mais uma prova da força da Pixar como principal central criativa do cinema de animação. Mesclando a história intimista de um senhor aposentado com a grande aventura de um garoto, o filme é tocante, engraçado e empolgante. Um dos melhores produtos lançados por Hollywood esse ano, um dos melhores filmes de 2009. 96 mins. / em 35mm / Dolby SR / Buena Vista International RETROSPECTIVA

18h – Amantes (Two Lovers, EUA, 2009), de James Gray. Com Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow, Vinessa Shaw, Isabella Rossellini, Elias Koteas.
Grande sucesso da crítica de 2009 em retrospectiva no Cinema da Fundação. Um homem solteiro mora no bairro de Brooklyn, com os pais. Quando duas mulheres completamente diferentes entram em sua vida, ele vê tudo virar de cabeça para baixo ao ficar dividido entre ambas. Uma é a bela e misteriosa vizinha Michelle, que acaba de se mudar; a segunda é a gentil filha de uma família de amigos, apresentada por seus pais. Seleção Festival de Cannes 2008. Tela Larga / 35mm / 14 anos / 110 min. / PlayArte RETROSPECTIVA

20h20 – Curtas Pernambucanos – Os 4 de Brasília 2009 (entrada franca) - sessão seguida de debate com os diretores

Pelo 3o ano consecutivo, o Cinema da Fundação passa a limpo a nova safra de curtas pernambucanos, começando pelos novos filmes que estrearam há 2 semanas no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Dos 12 filmes selecionados, 4 eram pernambucanos, e trouxeram 10 prêmios.

1) Faço de Mim o Que Quero

de Petrônio Lorena e Sergio Oliveira. Não to nem aí. HD/35mm / 20’

2) Azul

de Eric Laurence. Com Zezita Matos, Irandhir Santos e Magdale Alves. Em uma região despovoada, diariamente, uma velha mãe caminha quilômetros até a vizinha mais próxima, para que ela leia a carta escrita pelo o seu filho ausente. Azul é uma história que narra a necessidade de criar fantasias para suportar a solidão. Prêmio de Melhor Som para Nicholas Hallet dividido com Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos. Super16/35mm / Dolby SR / 19’

3) Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos

de Camilo Cavalcante. Moradores dos Sítios Caracol, Sozinho, Ipueira, Espírito Santo, Aboboreira, Catolé, Baixio do Juá, Algodões e Minador em Serrita, Pernambuco. Chico Justino, Luzia Petronila Alves, Assis Vaqueiro e Ana Jose dos Anjos. Um registro poético do imaginário popular do Sertão, às 18 horas, quando toca na rádio a Ave Maria Sertaneja, interpretada por Luis Gonzaga. Melhor Filme (Júri), Melhor Fotografia e Melhor Som (este dividido com Azul). HD/35mm / Dolby SR / 12’

4) Recife Frio

de Kleber Mendonça Filho. Com Andrés Schaffer, Jr. Black, Yannick Ollivier, Rodrigo Riszla. O Recife ficou frio. Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Filme (Público), Melhor Filme (Crítica), Prêmio Saruê do Correio Braziliense (Melhor Momento do Festival), Aquisição Canal Brasil, Prêmio Vagalume. HD/35MM / Dolby SR / 24’.

Quinta, 17 de Dezembro

16h50 – Star Trek (EUA, 2009), de J. J. Abrams. Com Chris Pine, Zachary Quinto, Eric Bana, Simon Pegg, Winona Ryder, Leonard Nimoy.
Espetacular refilmagem do zero da clássica série da TV e cinema. No enredo, o destino da Galáxia está nas mãos de amargos rivais de planetas bem diferentes. James Tiberius Kirk é um adolescente rebelde de Iowa sempre em busca de emoções, um líder por natureza à procura de uma causa. Spock cresceu no planeta Vulcano, excluído por ser metade humano. Ele é um aluno engenhoso e o primeiro de sua raça a ser aceito na Frota Estelar. Em sua busca para descobrir quem realmente são e o que têm a oferecer ao mundo, Kirk e Spock logo tornam-se competitivos cadetes em treinamento. E vão brigar para estar na mais avançada nave já criada, a U.S.S. Enterprise. Scope / 35 mm / 12 anos / 127 min. / Universal / Dolby SR RETROSPECTIVA

19h15 – Fais-Moi Plaisir (França, 2009), de Emmanuel Mouret. Com Emmanuel Mouret, Judith Godreche, Déborah François, Frédérique Bel.
Ariane está convencida que seu parceiro, Jean-Jacques, deseja outra mulher. Para salvar o relacionamento, ela vê apenas uma saída: que ele tenha de fato um caso com essa mulher de seus sonhos, Elisabeth. Desta forma, saciaria seu desejo e voltaria à normalidade de sua vida de casal. Jean-Jacques parte, então, ao encontro de Elisabeth. O que ele não sabe é que sua futura amante é filha do presidente da França. Plano / Digital / 14 anos / 92 min. / Filmes do Estação / Inédito EXPECTATIVA

21h10 – Curtas Pernambucanos 2 – Safra 2009 (entrada franca) - sessão seguida de debate com os diretores

Teatro da Alma

De Deby Brennand. Com Hermila Guedes. O gene de “Teatro da Alma” surgiu ainda em 2005, quando Deby encontrou no Engenho São Francisco alguns fimes no formato Super-8 rodados em 1979. Ao rever os filmes realizou este trabalho que tenta reproduzir as sensações de delírio, desejos e, principalmente, medo pelos quais passam um palhaço, personagem de Hermila Guedes. 35mm / Dolby SR / Inédito

Nossos Ursos Camaradas

De Fernando Spencer. Com Emmanuel Mouret, Judith Godreche, Déborah François, Frédérique Bel. Numa crítica bem-humorada, o filme trata da simbologia relacionada aos ursos do carnaval do Recife, as origens da brincadeira, os desfiles das agremiações e o imaginário popular em torno do tema. 12 min / 35mm / Dolby SR

Confessionário

De Leonardo Sette. Com . Silvano Sabatini. O missionário católico Silvano Sabatini relembra sua chegada à Área Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, nos anos 50. 15 min / 35mm / Dolby SR

Tchau e Benção

De Daniel Bandeira. Com Sarah Hazin, Rafael Chamié. Música tocando, coisas na caixa e ela a caminho. Tudo pronto para o fim. 10 min / Digital

Sexta, 18 de Dezembro

16h30 – Anticristo (Din., 2009) De Lars Von Trier. Com Willem Dafoe, Charlotte Gainsbourg.
Lars Von Trier deixou sua marca em 2009 com essa pancada nas partes baixas do espectador. Presente na seleção oficial do Festival de Cannes 2009, Anticristo apresenta um casal em luto que procura abrigo no “Éden”, uma cabana isolada numa floresta, onde esperam se recuperar de uma perda e do casamento em crise. Porém, a natureza assume o curso e as coisas ali vão de mal a pior. Melhor atriz (Charlotte Gainsbourg) em Cannes 2009. Califórnia Filmes / 109 min. / 35mm / Scope / Dolby SR / 18 anos RETROSPECTIVA

18h40 – À Procura de Eric (Reino Unido, 2009) De Ken Loach. Com Steve Evets, Eric Cantona, Stephanie Bishop.
Eric, o carteiro, está desperdiçando sua vida. A caótica família, os enteados travessos e o misturador de cimento no jardim da frente não ajudam, mas é o segredo de Eric que o motiva a mudar. Poderia enfrentar Lily, a mulher que amara há 30 anos? Apesar dos esforços e da grande vontade dos amigos fãs de futebol, Eric continua a afundar. Nas horas de desespero, é preciso um baseado e um amigo especial, vindo de terras estrangeiras, que desafie o perdido carteiro a fazer uma jornada ao mais perigoso dos territórios – o passado. Como dizem os chineses e um francês: “quem tem medo de lançar os dados nunca consegue tirar um seis”. Indicado a Palma de Ouro Cannes 2009. 116 min / plano / 35mm / Inédito / 14 anos / Califórnia Filmes EXPECTATIVA

20h50 – Momma’s Man (2a. exibição).

quinta-feira, dezembro 03, 2009

Winstone, McShane, Hurt e Wilkinson: 44 INCH CHEST

Não me canso de ver esses caras e agora que eles estão juntos num mesmo filme, nem se fala. :)

terça-feira, dezembro 01, 2009

Mais partidas

Meu blog está virando um obituário...

Paul Naschy
1934 - 2009

Tony Kendall
1936 - 2009

Alguém conhece? A dupla está no elenco deste filme do Klimovsky.

sábado, novembro 21, 2009

Bela Lugosi





Depois de assistir esses belos tributos, eu vou ter que rever O GATO PRETO e correr atrás de tirar o meu atraso com outras duas versões de Poe com Lugosi: O CORVO e ASSASSINATOS NA RUA MORGUE.

Os dois vídeos usaram O Lago dos Cisnes, de Tchaikovsky.

quinta-feira, novembro 19, 2009

The Man Got It!!

Lauren Bacall e Gordon Willis também são (e muito) merecedores de tal homenagem, mas a estrela da noite de 14 de novembro foi Roger Corman. Reparem na felicidade estampada no rosto deste monstro maior do cinema, um gênio da produção independente que nunca terá o seu posto ocupado por outra pessoa.


A felicidade de Corman é a mesma de todos os que o admiram e prestigiam estão sentindo. Foi preciso chegar 2009 para Corman ter em mãos o símbolo do reconhecimento mais significativo do cinema americano em termos de premiação que seus pupilos conseguiram ao longo dos anos. Pouco antes de entregar o Oscar ao seu mentor, Jonathan Demme perguntou a todos os presentes: "Por que demorou tanto?"

Mas além deste reconhecimento pra lá de atrasado, existe uma outra pergunta que a gente se faz: Por que a Academia não incluiu essa homenagem que já deveria ter sido feita anos atrás na cerimônia em março de 2010? Mas só de pensar nas últimas cerimônias do Oscar, vem à mente do quanto o tempo é desperdiçado em piadas dos apresentadores e números musicais que dispensam maiores comentários.

É isso aí, o dia do Rei chegou. Os súditos de Corman o saúdam neste grande e emocionante momento de sua vida, que por si só, foi um festival de emoções vividas e também compartilhadas através das obras que ele nos deixou e que agora estão em fase de produção.

Vídeos da cerimônia:

Ron Howard saúda Roger Corman

Quentin Tarantino fala de Corman (1a. parte)

Quentin Tarantino fala de Corman (2a. parte)

Jonathan Demme entrega o Oscar à Roger Corman

quarta-feira, novembro 18, 2009

terça-feira, novembro 17, 2009

Teaser de MARA



O filme promete algo que está ausente em FROSTBITTEN e DEIXE ELA ENTRAR: uma gata sueca. MARA foi rodado em seis dias, tem como protagonista a modelo Angelica Jansson e se encontra em pós-produção para ser lançado em fevereiro de 2010, segundo Pidde Andersson, amigo do Vá e Veja.

Se o vídeo e minhas palavras não bastam, então eu vou apelar:


RIP, Gentlemen

Edward Woodward
1930 - 2009

Paul Wendkos
1922 - 2009

quinta-feira, novembro 12, 2009

CineFlash, 5 anos

Dois longas assistidos no CineFantasy

Shadow (2009, ITA) - de Federico Zampaglione

É bom demais assistir algo como SHADOW em tempos que o cinema de horror está sendo tão generalizado pelos críticos e preconceituosos de plantão. Caso raro entre as produções recentes do gênero, ele investe pesado na criação de uma atmosfera, ao invés de ser mais outro filme de tortura. Há um flerte com esse estilo, gerando momentos que fizeram alguns expectadores saírem do Cine Olido. Até eu que posso ser chamado de 'macaco velho' fiquei desconfortável num deles. Detalhe: A ação de violência física não é explícita, mas sim o resultado dela.

SHADOW vem sendo anunciado como o renascimento do horror italiano. Não é tudo isso, claro. Há uma tendência que não me agrada nos mais de 90% dos filmes de gênero atuais: o manjado e esperado final surpreendente. A conclusão é muito boa, mas ela acaba chegando de forma muito repentina, quebrando um pouco do clima que Federico Zampaglione construiu tão bem. Mesmo assim, esse segundo filme do então líder do grupo Tiromancino mostra um diretor capaz de amadurecer surpreendentemente. Não o comparem a Rob Zombie, por favor.

Ah, e não visitem o site oficial nem a página do filme do IMDB. A lista dos créditos de elenco é um SPOILER dos brabos.


The Revenant (2009, USA) - de D. Kerry Prior

Pode anotar: THE REVENANT será um cult instantâneo daqui a algum tempo. Assisti no domingo à tarde e até agora ele não saiu da cabeça. É um 'buddy movie' levado a extremos. Eu sempre digo sem receio de parecer chato e careta demais: roteiro e elenco. Se brincar, esse filme é ainda melhor que SHAUN OF THE DEAD. A primeira referência que me veio à cabeça é RE-ANIMATOR, o clássico de Stuart Gordon, em termos da combinação entre horror e comédia funcionar extremamente bem aqui.

Torço bastante pelo sucesso deste filme e espero que ele não venha a ser lançado direto em DVD. THE REVENANT é para ser visto no cinema, ser curtido como experiência coletiva. Na exibição ocorrida na Biblioteca Viriato Corrêa, fez o público rir descontroladamente e ficar apreensivo num estalar de dedos.

David Anders e Chris Wylde estão fabulosos como a dupla inusitada de amigos. Já D. Kerry Prior dá uma aula de como tirar o melhor de seu baixo orçamento. Em momento algum, a produção parece o filme pequeno que é. Os efeitos do filme são um ponto forte porque Prior é técnico de efeitos especiais (trabalhou inclusive para Don Coscarelli nas três continuações de FANTASMA e BUBBA HO-TEP) e o espectador pode ver o quanto ele se diverte fazendo eles.

E me diga, com sinceridade... qual outro filme você verá uma cabeça decepada falando com a ajudinha de um vibrador no pescoço? Gordon e Yuzna devem estar se mordendo por não terem conseguido filmar essa idéia primeiro.

quarta-feira, novembro 11, 2009

Hoje no CineFantasy

IMPERDÍVEL!


Ainda hoje, início da cobertura do festival.

quinta-feira, novembro 05, 2009

4o. Curta Fantástico em São Paulo

Vá e Veja estará presente!


HORROR - FICÇÃO CIENTÍFICA - FANTASIA

Datas: 06 à 15 de novembro 2009

O Festival Curta Fantástico é um evento especialmente criado para o cinema fantástico e seu universo.

Aí vem a pergunta: O que é o fantástico?

Subgênero do cinema ficcional, o fantástico é descrito como narrativas que trazem elementos não reais, sobrenaturais. No cinema fantástico temos os seguintes gêneros: HORROR, FICÇÃO CIENTÍFICA E FANTASIA.

O festival que já está em sua 4ª edição acontece na capital paulista gratuitamente*, exibindo uma mostra competitiva para curtas-metragens fantásticos nacionais e internacionais e uma mostra paralela que conta com sessões especiais de filmes do Brasil e do mundo (longas e curtas), bate-papos com convidados, além de palestras, workshops e oficinas.

No ano passado foram mais de 160 filmes exibidos, 72 sessões, 8 premiações, mais de 10 convidados brasileiros e estrangeiros, 6 espaços, 23 atividades e público de 3 mil pessoas. Além de celebrar um gênero mágico e maravilhoso, o FESTIVAL CURTA FANTÁSTICO tem um objetivo que vai mais longe, que seria fortalecer o cinema brasileiro, apoiando cineastas que buscam outras "caras" para o cinema nacional. Oferecemos um local onde esses produtores possam apresentar seu trabalho ao público, pois acreditamos que só com a variedade, quantidade e qualidade das produções nacionais é que o cinema brasileiro vai ganhar corpo e ter capacidade de sustentar seus profissionais.

Locais: Centro Cultural Banco do Brasil

Cine Olido (ao lado da Galeria do Rock)

Sala Luiz Sérgio Person (Bb.Viriato Corrêa)

Festa de Entrega da Premiação: 16 de Novembro

*Entradas gratuitas no CCBB e Viriato Corrêa - Entrada no Cine Olido:R$1,00 (estudante paga meia)

Informações e programação completa: http://www.cinefantastico.com.br

MAD BLOG is back!!

http://zagarino.blogspot.com

Frank Zagarino recomenda!

terça-feira, outubro 27, 2009

Entrevista com Dan Golden (OBSESSÃO NUA, ROEDORES DA NOITE, STRIPTEASER)


http://www.bocadoinferno.com

Agradecimentos a Dan, Rick Dean (em memória), Fred Olen Ray, Fernanda Oliveira e uma amiga nossa em comum, Donald Farmer, Christopher Ray, Gregory Conley, Luara Nascimento, Ronald Perrone, Jim Wynorski e, claro, o Boca do Inferno.

Aguardem que vem mais pela frente. ;)

segunda-feira, outubro 26, 2009

Gary Daniels fala de TEKKEN e OS MERCENÁRIOS


Uma das boas no último fim de semana foi a entrevista de Gary Daniels ao site Asian Movie Pulse, pelo colega sueco Pidde Andersson. Nela, o astro de ação fala sobre seu envolvimento nestes dois aguardados títulos. Para quem não o conhece, ele está em vários filmes do gênero feitos nos anos 90, a maioria para a hoje extinta PM Entertainment e no elenco do recente O CARTEL (La Linea), estrelado por Ray Liotta e Andy Garcia. O forte de Daniels são as artes marciais, mas dependendo dos personagens, como os protagonistas de SPOILER e FÚRIA ASSASSINA, ele nos faz torcer por eles.

Daniels interpreta Brian Fury na adaptação de TEKKEN dirigida por Dwight H. Little, responsável pelo casca grossa MARCADO PARA A MORTE com Steven Seagal. Ele comenta que não joga videogames e aderiu à pesquisa online e vídeos no YouTube para saber mais de seu personagem. E pelo visto, TEKKEN receberá cortes para pegar uma classificação reduzida, uma pena.

O ator fala com entusiasmo sobre OS MERCENÁRIOS, onde encarna 'The Brit'. Sylvester Stallone adicionou várias cenas para seu personagem durante as filmagens. Daniels divide sua última cena com Dolph Lundgren, Eric Roberts e "Stone Cold" Steve Austin.

Entrevista completa (em inglês)

Post das antigas sobre FÚRIA ASSASSINA e TENSÃO TOTAL


Errata (27/10): Ontem à noite, enquanto escrevia, citei que Daniels tem carinho pelo primeiro MORTAL KOMBAT, gosta dos filmes da série RESIDENT EVIL e tirando POSTAL, acha as versões do Uwe Boll uma lástima. Quem fala isso é o entrevistador Pidde e não Gary Daniels. Mas parece que é o Daniels quem está falando hehe. Pensei que a participação do Pidde se resumia às questões em negrito. Quem tá com sono e inventa de blogar só faz besteira.

sábado, outubro 17, 2009

Estou me sentindo o último a saber...

MEGA SHARK VS. GIANT OCTOPUS saiu em DVD pela Alpha Filmes em agosto como MONSTROS MARINHOS. THE TERMINATORS também, como TERMINATORS. Os dois são inacreditáveis e imperdíveis, mas para quem não é iniciado nos filmes da produtora, recomendo TERMINATORS primeiro. Filme B de bom mesmo. Eu vou deixar a maré baixar um pouco antes para falar melhor sobre eles e os outros filmes da Asylum que assisti esse ano. Nem que sejam rápidos comentários.

14:39 - Acabei de ver que a Alpha também lançou 18 ANOS E AINDA VIRGEM, MERLIN E OS DRAGÕES e TRANSMORPHERS ainda no mesmo mês. Unbelievable!

sexta-feira, outubro 16, 2009

Abertura da 2a. Janela!

Release (com sinopse e informações de todos os filmes):

http://www.diariodepernambuco.com.br/download/janela2009.doc

Programação da 2ª Janela Internacional de Cinema do Recife

Legenda:

CI – Curtas Internacionais (programas com vários curtas da mostra competitiva)
CB – Curtas brasileiros (programas com vários curtas da mostra competitiva)
PE – Programas especiais
* presença dos realizadores, conversa com o público.

Sexta 16

- 19h: Sessão de Abertura – seleção surpresa de curtas (Fundação)
- 21h: LONGA de Abertura, Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (Fundação)*
- 22h30: Encontro dos Realizadores (Castigliani Cafés)

Sábado 17

- 14h: Cineclube Dissenso especial Janela Internacional de Cinema (Fundação)
- 16h: CI Amor, Perdas e Danos (Fundação)*
- 17h50: CB Eu me Lembro (Fundação)*
- 19h50: CB As Imagens Doce Amargas (Fundação)*
- 21h40: LONGA Politist Adjectiv (Fundação)
- 22h: Festa Bendita na Janela (Poço da Panela)

Domingo 18

- 15h50: LONGA Double Take (Fundação)
- 17h30: CB Sensações de Inadequação (Fundação)*
- 19h30: CI Interações Humanas Peculiares (Fundação)*
- 21h20: LONGA Los Abrazos Rotos (Fundação)

Segunda 19

- 10h: Programa Especial Hospital do Câncer
- 16h30: CI Everests Pessoais (Apolo)
- 17h: CI Do Lado de Fora Tentando Entrar (Fundação)
- 18h: CB Eu me Lembro (Apolo)*
- 18h30: LONGA Corumbiara (Fundação)*
- 20h: CB As Imagens Doce Amargas (Apolo)*
- 21h30: PE Cachaça Cinema Clube (Fundação)*
- 22h30: Encontro dos Realizadores – festa Cachaça Cinema Clube (Castigliani Cafés)

Terça 20

- 10h: Programa Especial Hospital do Câncer
- 16h30: CI Você está Aqui (Apolo)
- 16h40: CI Everests Pessoais (Fundação)
- 18h: CB Sensações de Inadequação (Apolo)*
- 18h15: CB Dimensões Paralelas (Fundação)*
- 20h: CI Amor, Perdas e Danos (Apolo)*
- 20h15: PE Retrospectiva 15 anos do videoclipe pernambucano (Fundação)
- 21h30: Janela Pernambucana prog. 1 (Fundação)*

Quarta 21

- 16h30: CI Do Lado de Fora Tentando Entrar (Apolo)
- 16h40: CI As Manobras do Olhar (Fundação)
- 18h: CB Dimensões Paralelas (Apolo)*
- 18h: CI Interações Humanas Peculiares (Fundação)*
- 19h30: Programa Especial Aliança Francesa (1)
- 19h50: PE Muvi – Oberhausen (Fundação)
- 20h: LONGA Double Take (Apolo)
- 21: Janela Pernambucana prog. 2 (Fundação)*
- 22h30: Encontro dos Realizadores – A Reforma do Filme (Castigliani Cafés)

Quinta 22

- 16h30: CI Quando Eu Era Pequeno (Apolo)
- 17h: CB A Solidão dos Corredores de Longa Distancia (Fundação)*
- 18h: CB Áreas Construídas (Apolo)*
- 19h: CB A Palavra das Imagens (Fundação)*
- 19h30: Programa Especial Aliança Francesa (2)
- 20h15: PE Oberhausen Prog. 1 (Apolo)
- 21h: LONGA No Meu Lugar (Fundação)*

Sexta 23

- 16h: CI Quando Eu Era Pequeno (Fundação)
- 17h: CB A Palavra das Imagens (Apolo)*
- 17h30: CI As Manobras do Olhar (Fundação)
- 18h45: CB Áreas Construídas (Fundação)*
- 18h50: CB A Solidão dos Corredores de Longa Distancia (Apolo)*
- 20h45: LONGA Double Take (Apolo)
- 21h: LONGA Um Lugar ao Sol (Fundação)*

Sábado 24

- 16h: CI Você Está Aqui (Fundação)
- 16h30: PE Retrospectiva 15 anos do videoclipe pernambucano (Apolo)
- 17h30: PE Oberhausen prog. 2 (Fundação)
- 19h: LONGA Pacific (Fundação)*
- 21h: Premiação (Fundação)
- 22h: LONGA de Encerramento - Les Herbes Folles (Fundação)

2ª Janela Internacional de Cinema do Recife
Data: de 16 a 24 de outubro de 2009
Locais: Cinema da Fundação – Rua Henrique Dias, 609, Derby. Fones: (81) 3073.6688 | 3073.6689 | Cine-teatro Apolo - Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife. Fone: (81) 3232.2030 | 3232.2028
Ingressos: R$ 1 (preço único para sessão de curtas-metragens)
R$ 4 e R$ 8 (meia-entrada e inteira para sessões de longa-metragem)
Entrada franca: Sessões do Cineclube Dissenso e da Aliança Francesa
Informações: www.janeladecinema.com.br

quarta-feira, outubro 14, 2009

Imagens de DINOCROC VS. SUPERGATOR!!

DINOCROC VS. SUPERGATOR é uma produção recente de Roger Corman, sob o comando de ninguém menos que Jim Wynorski.
David Carradine marca presença, em um de seus últimos papéis.

Em 2004, Corman produziu DINOCROC. Em 2007, foi a vez de SUPERGATOR. Os dois fazem parte da recente leva de filmes de monstros em CGI, a grande maioria feitos para o canal Sci-Fi, ops, SyFy. Agora ele fez as feras computadorizadas disputarem quem come mais figurantes.

'Vá e Veja' em primeira mão, algumas imagens do filme. Elas apresentam DINOCROC, um azarado e SUPERGATOR e o cast de beldades que não pode faltar em qualquer filme de Jim Wynorski.

Clique nas fotos para ver em alta resolução.

Trailer de THE EXPENDABLES

quinta-feira, outubro 01, 2009

Stallone volta a falar de POE e seu remake de DESEJO DE MATAR


O incansável Stallone estrela e dirige um elenco de feras em OS MERCENÁRIOS, já se prepara para o quinto RAMBO e ainda arranjou tempo para voltar a falar de outros dois projetos que ele quer muito fazer.

Segundo a Empire, seu foco está maior para o remake de DESEJO DE MATAR. "É uma clássica história onde um homem civilizado tem tudo que o importa arrancado dele e com isso, se torna primitivo novamente", diz Stallone.

Como os fãs temiam, o sonho do ator e cineasta de fazer POE sair do papel está cada vez mais difícil de virar realidade. O ator também disse que tenta convencer seu produtor Avi Lerner (da Millennium Films/Nu Image, a Cannon dos dias de hoje) para fazer o filme, mas sem sucesso, pois Edgar Allan Poe não tem uma arma e nem atira facas. Stallone declara que não interpretará Poe e usará um ator mais jovem para o papel do escritor considerado o pai dos livros de mistério e histórias sobrenaturais.

Escrito para o Cineflash

Editado às 19:30, 01/10/09

segunda-feira, setembro 28, 2009

Créditos de abertura: O CASTELO ASSOMBRADO (The Haunted Palace, 1963)



Tirado de cópia VHS (Globo Vídeo).

Talvez os meus créditos de abertura favoritos dos filmes de Corman/Poe. O CASTELO ASSOMBRADO é Poe apenas em título, pois o filme é uma adaptação de O CASO DE CHARLES DEXTER WARD de H. P. Lovecraft. Assim que esses créditos entram antes do filme começar, você passa a ter certeza de que está entrando em outro mundo.

Grande trilha de Ronald Stein, que compôs para quase todos os filmes da AIP.

quinta-feira, setembro 24, 2009

terça-feira, setembro 22, 2009

Robert Ginty (1948-2009)


Um dos filmes que estragaram minha cabeça quando moleque.

quarta-feira, setembro 16, 2009

RIP

:(

Henry Gibson
1935 - 2009

Quando as mídias se unem

Confesso que nunca li nenhum livro de Michael Connelly. Mas antes de voltar com o blog, tive contato com o autor e realizador Terrill Lee Lankford, que tem dedo em alguns dos primeiros e mais famosos filmes de Fred Olen Ray como SCALPS, BIOHAZARD, RESPOSTA ARMADA e HOLLYWOOD CHAINSAW HOOKERS. Lankford tem quatro ficções publicadas: ANGRY MOON, SHOOTERS, EARTHQUAKE WEATHER e BLONDE LIGHTNING. Todas bem recebidas, mas até agora nada de lançamento editorial no Brasil. Uma pena, já que esse comentário de Eddie Bunker é bem curioso.

"Se você ler três páginas de ANGRY MOON, ele irá te agarrar pelos culhões e não largar até chegar ao fim."

Lankford atualmente tem trabalhado em conteúdo para o site oficial de Michael Connelly. Foi por causa do nosso papo que assisti DÍVIDA DE SANGUE (Blood Work, 2002) dirigido e estrelado por Clint Eastwood, adaptado de um dos best-sellers de Connelly. Antes mesmo de assistir, já sabia pelo próprio Lankford que mexeram muito na história, inclusive na identidade do serial killer.

Mas vamos ao assunto. Em maio, Lankford dirigiu algo que me deixou curioso para conhecer mais sobre seu trabalho e Michael Connelly. Ambos souberam como usar o potencial da Internet para divulgação. Trata-se de CONFLICT OF INTEREST, um filme de aproximadamente 30 minutos dividido em três partes no YouTube sobre eventos acontecidos antes do início de THE SCARECROW. A produção é estrelada por Julie St. Claire, Chris Bruno e James Remar.







Neste vídeo mais recente, Connelly fala em Hong Kong sobre seu último livro: NINE DRAGONS.



Lankford e Connelly estão trabalhando juntos na versão cinematográfica de THE EQUALIZER, uma série de TV dos anos 80 que durou 87 episódios e era protagonizada pelo excelente Edward Woodward, mais conhecido dos fãs do cinema de terror por sua atuação em O HOMEM DE PALHA.

Editado às 19:00, 16/09/09

MANGUE NEGRO hoje no Programa do Jô

segunda-feira, setembro 14, 2009