domingo, outubro 07, 2007

THE DEVIL CAME FROM AKASAVA (Der Teufel kam aus Akasava, 1971, GER/ESP)


Primeiro filme do Jess Franco que comento aqui. E é por causa disso que esperei um tempo até por as mãos em um filme dele com a Soledad Miranda. Todos os fãs de Franco e de cinema exploitation em geral comentam a respeito da beleza dela. Bom... eu não me encantei tanto como eu pensava, mas ela era mesmo muito bonita e tinha presença em cena. Digo isso porque infelizmente Miranda morreu muito jovem em um acidente de carro aos 27 anos de idade. THE DEVIL CAME FROM AKASAVA ainda estava em fase de pós-produção quando o lamentável ocorrido aconteceu. Na versão espanhola, o filme é dedicado em sua memória.

Soledad Miranda interpreta uma agente secreta que recebe a missão de investigar o roubo de uma poderosa pedra capaz de transformar metal em ouro e matar ou fazer com que pessoas virem zumbis. Sim, essa última nunca é explicada direito. Estamos falando de um filme do Jess Franco, oras! hehe. Para o nosso deleite, a personagem de Miranda se disfarça como uma dançarina de clube noturno, ou seja, ela paga peitinho. A partir daí, tudo é puro pretexto para entrarem mais e mais personagens na história que por si só já era sem o menor sentido. Tome gente aparecendo a cada 10, 15 minutos de filme, incluindo o próprio Jess Franco como um agente secreto italiano (!!!), Paul Muller fazendo um médico que entra e sai de cena sem fazer a menor diferença e Howard "Dr. Orloff" Vernon no papel de um assassino profissional.



Vendo na esportiva, THE DEVIL CAME FROM AKASAVA não irrita e é um pequeno e divertido programa para os fãs de Eurotrash. Franco manda ver mesmo em alguns dos zooms mais pirados que já tive a oportunidade de ver. Nem Paul Greengrass na série Bourne chega perto! Existem alguns pequenos momentos dignos de nota como no final onde um personagem sai correndo com uma maleta no jardim de uma casa para no mesmo corte ele aparecer desta exata maneira indo para um avião. Detalhe: a música também muda no momento da transição. Coisa de gênio!!

E já que falei de música, saibam que a trilha sonora é uma delícia. Vou tratar de procurá-la nos blogs de trilhas na Internet. Clique aqui para baixar a música-tema e ficar com um gostinho de quero mais. ;)

PS: A minha primeira colaboração no espaço CEMITÉRIO DAS VHS do blog B MOVIE BOX CAR BLUES já está no ar. Falo sobre TORNADO, uma das pérolas esquecidas do cinema de guerra italiano. E para quem tiver curiosidade, lá também tem uma foto de minha sorridente pessoa ao lado do meu amigo César Almeida que edita o B MOVIE... e o mais do que considerado DOLLARI ROSSO. Visite, comente e dê a sua opinião. Me achou feio bagarai? Ótimo, mas não deixe de me ler só por causa disso, ok? hehe.

Nenhum comentário: