terça-feira, janeiro 16, 2007

JOGO DA VINGANÇA (Am Zin / Running Out of Time, 1999, CHI)


Quando assisti a BREAKING NEWS em meados de junho/julho de 2006, percebi que Johnnie To era mesmo alguém especial pro cinema contemporâneo. Já com PROFISSIONAIS DO CRIME bateu uma pequena decepção, pois esperava que este fosse melhor do que BREAKING NEWS e até mesmo do que CONFLITOS INTERNOS de tanto o pessoal fã de filmes asiáticos falar mil maravilhas dele. Depois de JOGO DA VINGANÇA, posso dizer que To virou um dos meus favoritos e não é exagero afirmar que o diretor foi uma das maiores revelações do moderno cinema chinês. Pena que a cópia em DVD lançada no nosso país pela China Vídeo ainda fique a dever em qualidade de som e imagem (acredito que a matriz tenha sido o criticado disco da Tai Seng), porque o filme é muito legal.

Não há nenhuma grande novidade na sua trama ou em seu desenvolvimento, trata-se de outro daqueles bons casos onde o talento dos envolvidos fazem a diferença. Ela é centrada naquele típico jogo de gato e rato que sempre gostamos de ver disputado desta vez entre um criminoso que está prestes a morrer em 72 horas chamado Cheung (Andy Lau, de CONFLITOS INTERNOS) e o inspetor Ho-Sheung-Sang (Lau Ching Wan, também conhecido como Sean Lau, de MÁSCARA NEGRA). Cheung assalta uma seguradora para chamar a atenção do policial e o desafia a prendê-lo nesse exato tempo que ele tem de vida.

A produção foi feita com o propósito de apenas entreter, sendo que Johnnie To vai um pouco além disso e deixa o resultado acima da média do gênero. Assim como o obsessivo Ho vai sendo manipulado pelo Cheung sem notar os seus truques, o espectador também entra no jogo montado por To e pelos dois roteiristas (que são franceses!) de seu filme sem a menor resistência. Em JOGO DA VINGANÇA, o desenrolar do desafio é mais importante do que a vitória.

Falemos das atuações. Lau Ching Wan faz um policial egocêntrico, bem-humorado e sarcástico, mas implacável e obstinado no cumprimento do seu dever e o carismático Andy Lau tem aqui uma das suas melhores atuações como um criminoso de motivações misteriosas. Não se sabe o que Cheung realmente pretende até o final e isso faz com que nós fiquemos indecisos pra quem vamos torcer. No elenco, temos os divertidíssimos Shiu Hung Hui e Suet Lam - presenças garantidas em vários filmes de To - e a gatinha Ruby Wong em papéis coadjuvantes. Waise Lee (de BALA NA CABEÇA) está desperdiçado num papel que não lhe faz justiça.


JOGO DA VINGANÇA ainda possui uma das histórias de amor que mais me chamaram a atenção nos últimos anos. Detalhe: ela dura apenas duas cenas que somadas não dão nem 10 minutos! A trilha sonora de Raymond Wong (SHAOLIN SOCCER), as boas atuações e a condução segura de To funcionam maravilhosamente bem nelas. O filme também tem a virtude de não se levar muito a sério. Portanto, a boa diversão e algumas risadas com as constantes tirações de sarro de Ho com a cara do seu chefe estão garantidas. Só espero que os recentes lançamentos de filmes do To em DVD tenham feito bonito nas vendas e locações e façam com que as distribuidoras se animem a lançar mais e mais títulos da sua filmografia aqui no Brasil. Não custa nada sonhar alto, mas tomara que o elogiadíssimo EXILED (muitíssimo bem falado por Leandro Caraça e André ZP) tenha uma chance nos nossos cinemas.

Nenhum comentário: