terça-feira, dezembro 05, 2006

Que ridículo...

É por isso que esse país não vai pra frente!!


Protagonista do longa 'Turistas' pede desculpas a Governo e ao povo brasileiro

02/12/2006 13:16:00

O protagonista do filme "Turistas" da Fox, Josh Duhamel, em entrevista ao “The Tonight Show with Jay Leno”, talk show de grande audiência transmitido em cadeia nacional pela NBC, pediu desculpas ao Governo e ao povo brasileiro. O ator elogiou o país e afirmou que o filme não pretende dissuadir as pessoas de visitarem o Brasil.

O longa rodado no Brasil conta a história de um grupo de jovens em férias, que acaba vítima de uma quadrilha de tráfico de órgãos na selva amazônica. O filme estreou sob duras críticas da imprensa dos Estados Unidos.

O Ministério do Turismo planeja reagir contra os efeitos negativos que possam ser criados pelo filme norte-americano “Turistas”, que estreou nesta sexta-feira.

Por meio da Embratur, unidade responsável pela promoção do Destino Brasil no exterior, o ministério do Turismo conta com um plano de ações de relações públicas para minimizar os efeitos negativos do filme à imagem do Brasil – em curso desde o dia 10 de novembro. Trata-se de um programa chamado Monitor Brasil, que acompanha o que é publicado sobre o País na imprensa internacional. A repercussão de Turistas é monitorada nos Estados Unidos.

O Instituto deve utilizar o filme como uma vantagem estratégica, transformando o lançamento em uma oportunidade para fazer uma aproximação com a mídia norte-americana e abordar o Brasil real, suas belezas e cultura. O plano de ações – executado pela Olgilvy PR, parceira da agência de RP que atende o Instituto – inclui a divulgação, a diferentes públicos, de diversos destinos turísticos brasileiros, a começar pelos que são mostrados no filme, como Rio de Janeiro e Bahia.

O acompanhamento de tudo o que é publicado sobre o Brasil é um dos trabalhos que está contribuindo para o aumento da entrada de turistas estrangeiros no Brasil e, por conseqüência, do gasto deles aqui. Neste ano, espera-se que possa cheguar até a US$ 4,4 bilhões a receita gerada ao País pelos visitantes internacionais – recorde sobre os US$ 3,8 bilhões contabilizados em 2005, melhor ano até então.

Filme não foi bem recebido por crítica

"Turistas" da Fox Atomic, braço dos estúdios Fox para um público entre 17 e 24 anos, não foi bem recebido pela crítica. Resenha da revista “Variety”, publicação de referência em cinema, destaca que o filme de horror dirigido por John Stockwell “é mais desagradável que assustador e tem um detestável americano como protagonista”. Diz ainda que é “um filme bobo para ser esquecido”.

Mesma linha segue a crítica do jornal “New York Times”. Diz que “esses estúpidos do horror” levariam chicotadas na prisão se a estupidez fosse crime. Já o “New York Daily Times”, que pede aos leitores para tomarem cuidado com a armadilha de “Turistas”, contextualiza que esta mais nova película de uma lista sem-fim de thrillers de jovens em perigo ao menos oferece a “vantagem visual de uma locação exótica e bela”. Antes mesmo do lançamento no país, “Turistas” também já repercute mal no Canadá. O jornal “Edmonton Sun” comenta que o filme é “surpreendentemente chato e turvo”.

A indústria do cinema tem observado um ressurgimento da popularidade dos filmes de horror nos últimos dois anos. “Turistas” é um entre diversos filmes de horror estreando nos Estados Unidos nos próximos 18 meses, podendo se passar em qualquer país que os norte-americanos considerassem exótico. O próprio roteirista, Michael Ross, em entrevista ao site “Dread Central” (www.dreadcentral.com), declarou que, originalmente, “Turistas” se passaria na Guatemala.

“O filme é uma obra de ficção e acreditamos que o expectador saberá diferenciar a realidade da ficção. A única coisa verdadeira que mostra são as belezas naturais do Brasil”, afirmou a presidente da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo), Jeanine Pires.

Fonte: www.gazetaonline.com.br


** E esses "críticuzinhos" preconceituosos de merda prestam um verdadeiro desserviço ao seu leitor e à imprensa jornalística mundial e só fazem manchar ainda mais o respeito que algumas pessoas tem pela categoria.

Nenhum comentário: