quinta-feira, setembro 14, 2006

O RETORNO DE RINGO (Il Ritorno di Ringo, 1965)


Eu não sei porque ainda não tinha comentado sobre algum filme italiano para o blog. Acredite, só fui reparar neste pequeno (e grande) detalhe um dia desses. Quem me conhece sabe que tenho muito carinho pelas produções italianas, principalmente os faroestes, os conhecidos "giallos" - aqueles filmes da turma de luva preta que se amarra em passar a faca no pessoal (pense como serei zoado depois dessa hehe) - e os "poliziesco" , mesmo só tendo assistido a MISTER SCARFACE e GANG WAR IN MILAN. Resolvi falar sobre um bangue-bangue à italiana que não posso deixar de recomendar para qualquer fã do estilo estrelado por Giuliano Gemma (ainda usando o famoso pseudônimo Montgomery Wood) chamado O RETORNO DE RINGO. Embora o DVD nacional deste filme que foi lançado pela Ocean Pictures tenha UMA PISTOLA PARA RINGO como título, o espectador irá assistir a seqüência oficial deste faroeste de sucesso dirigida pelo mesmo Duccio Tessari. Hoje em dia, não há mais desculpas para tamanho descuido em relação a isso, basta uma rápida consulta no IMDb e tirar qualquer dúvida sobre títulos.

Infelizmente, a matriz do disco é uma VHS pra lá de antiga com imagem em fullscreen, cortando os extremos laterais do enquadramento original. Tem uma cena em que Gemma vai falar e nada de vermos a cara dele!! É nessas horas que dá uma raiva danada por não estarmos assistindo a um filme em widescreen. Pelo menos, o longa-metragem está disponível no formato digital e pode ser encontrado com uma relativa facilidade nas locadoras. Para muitos, o filme chega a até ser mais famoso do que o seu antecessor ou O DÓLAR FURADO, que foram feitos no mesmo ano de 1964 e são responsáveis pela transformação de Giuliano Gemma numa verdadeira estrela do cinema italiano. Aqui mesmo no Brasil, O DÓLAR FURADO é bem mais lembrado pelos freqüentadores das matinês nos saudosos cinemas de bairro do que DJANGO e a trilogia dos dólares de Leone.

Os créditos de abertura são notáveis e tive de ficar imaginando como aquela cena ficaria em widescreen. Deve ser uma coisa linda, no mínimo. Ao som da inesquecível música-tema de Ennio Morricone (como de costume...), eles mostram Ringo (Gemma) voltando para casa depois de combater na Guerra Civil americana. Quando ele chega na cidade, vê que tudo está sendo dominado pelos irmãos Esteban (Fernando Sancho) e Paco Fuentes (George Martin), dois bandidos mexicanos, e que sua mulher Helen (Lorella de Luca) e filha são reféns deles. Ringo deixa crescer a barba para se disfarçar como um pobre mexicano e dificultar o reconhecimento dos moradores locais. Enquanto trabalha para um floricultor (Pajarito) apelidado de Morning Glory (é sério hehe), ele planeja uma vingança e tenta rever a sua família.

A cada filme que vejo de Giuliano Gemma, mais compreendo o motivo deste ator ter se tornado um astro. Além de esbanjar carisma, ele tem uma excelente presença em cena e era um verdadeiro galã. É por isso mesmo que a maioria dos personagens que interpretou nos faroestes estão envolvidos ou irão se envolver amorosamente com uma boa moça, algo que continua arrancando suspiros das espectadoras femininas.

O filme nos remete ao famoso poema A ODISSÉIA, de Homero, pelo fato de Ringo estar vivendo a mesma situação que Odisseu viveu na sua volta ao lar depois de sobreviver a todas as duras batalhas que enfrentou. Se não bastasse ser tão legal de se ver, O RETORNO DE RINGO ainda tem uma puta cena passada na antiga casa do protagonista onde há um inesperado encontro e a música-tema de Morricone em versão instrumental vai às alturas!! Só por ela já vale a pena conhecer esta bela obra de Duccio Tessari.

Nenhum comentário: