segunda-feira, setembro 18, 2006

Hong Kong em dose dupla

Pouco depois de ter lançado o blog, divulguei dois lançamentos de filmes asiáticos: PROFISSIONAIS DO CRIME (Fulltime Killer, 2001) e O JUSTICEIRO (Divergence, 2005). Agora que já assisti a ambos, vim comentá-los rapidamente por aqui.


PROFISSIONAIS DO CRIME foi lançado com um atraso de cinco anos pela Europa Filmes. É uma pena que o disco não contenha nenhum extra, caso de vários títulos recentes da distribuidora. Pelo menos, o filme veio com imagem em widescreen e áudio original em cantonês. Eu estava muito ansioso em assistí-lo por ser uma produção tão cultuada pela maioria dos fãs do cinema de ação feito em Hong Kong. Vale dizer que com isso crei uma expectativa tão grande nele que estava achando que assistiria a um novo CONFLITOS INTERNOS hehehe.

O filme tem de tudo para ser considerado um bom exemplar do gênero, mas deve desapontar um pouco aquele espectador que espera algo mais. Como vocês devem ter percebido, esse foi o meu caso. O mais legal em PROFISSIONAIS DO CRIME é que ele é um filme de referências, feito por gente que realmente ama o cinema de ação. Resumindo, é estilo (bem) acima de substância. Acho mais válido para fãs fervorosos do estilo, que poderão ter o prazer de acompanhar a disputa entre Tok (Andy Lau) e O (Takashi Sorimachi), os dois matadores protagonistas. Tok é uma figura, o cara deve ser o primeiro assassino profissional fã de cinema/quadrinhos/videogame do cinema!!


Infelizmente, DIVERGENCE foi lançado com um título nacional que realmente dispensa maiores comentários de tão patético. Por isso, só fiz questão de o citar no início do post para o leitor se situar. O disco da Flashstar também possui imagem em widescreen e áudio em cantonês (se bem me lembro...). De extras, temos apenas o trailer e galeria de foto. DIVERGÊNCIA é um filme bem diferente na filmografia de Benny Chan. Não posso dizer, entretanto, que ele seja original, já que algumas semelhanças com o já citado CONFLITOS INTERNOS são claras. Há até uma participação especial do ótimo Eric Tsang.

Enfim, é aquele típico filme onde vemos um belo argumento sendo desenvolvido e concluído de maneira insatisfatória por ele ser complexo demais para a sua duração pequena. 2 horas ao invés de 1h40min aqui cairiam muito bem. Mesmo com essa negativa, acho que vale conferir DIVERGÊNCIA por causa dos seus personagens, principalmente o policial sofredor Yuen, interpretado pelo Aaron Kwok (foto). As poucas cenas de ação - como uma perseguição a pé - também dão uma compensada nas falhas.

No geral, ambos ficam na média e ganham aquelas famosas três estrelinhas.

PS: Olhem para isso!! Valeu, Luiz!! :D

Clique Aqui

Um comentário:

Herrera disse...

amigo achei seu blog procurando por fotos de Divergence. Tenho que mencionar que discordo da sua insatisfção com ambos os filmes, e da semelhança com inferal affairs!
São dois filmes que a única semelhança e valorizar a perspicácia e inteligencia dos personagens, sejam eles bons ou malfeitores, ao contrário do cinema ocidental, onde vence aquele mais "espertinho"

Mas muito bom este blog
espero que ainda esteja ativo!