sexta-feira, setembro 22, 2006

Filme troncho: MEDO X (Fear X, 2003)


Esse me deixou a pensar novamente numa frase que sempre aparece quando vejo algo que não tenha me deixado satisfeito: É preciso gostar mesmo de um filme para que ele seja considerado bom?? Porque não me sinto convencido o suficiente por MEDO X para falar bem dele, mas não posso negar as suas virtudes. O filme é o primeiro longa-metragem falando em inglês do realizador dinamarquês Nicolas Wilding Refn e tem John Turturro, um dos meus atores favoritos, como protagonista.

Harry Cain (Turturro, perfeito) se torna um sujeito obcecado e perturbado depois do assassinato da sua esposa Claire, que estava grávida. O crime foi cometido por um homem desconhecido dentro do estacionamento do shopping center onde Harry trabalha como vigilante. Além dela, os disparos de revólver também vitimaram um policial que estava no lugar. Para Harry, a sua vida acabou. Ele deseja descobrir quem foi responsável pela morte da esposa de qualquer maneira, passando a virar horas assistindo as fitas de segurança - conseguidas com a ajuda dos solidários colegas de trabalho - na esperança de enxergar o rosto dele. Harry afirma não querer se vingar, mas achar a resposta para uma pergunta que está martelando na sua cabeça: Por que?

É a partir daí que o filme segue com sua trama, desenvolvida por um roteiro co-escrito pelo próprio produtor/diretor e o falecido autor de RÉQUIEM POR UM SONHO, Hubert Selby Jr. Refn (vindo dos elogiados PUSHER e BLEEDER) realizou um trabalho visualmente bonito e de difícil digestão, cujo clima estranho recebe a grata ajuda da fotografia de Larry Smith, da trilha sonora com o dedo de Brian Eno e, logicamente, pelas atuações de Turturro e James Remar. O ator do clássico THE WARRIORS apenas aparece a partir do segundo ato da trama e está muito bem num pequeno, porém importante papel.

Pelo resultado final, fica a impressão que Nicolas Refn não conseguiu fazer um bom "thriller" e quis aparecer inserindo algumas imagens surrealistas no meio de tudo numa tentativa de criar ao máximo a sensação de estarmos assistindo a algo de David Lynch. Até os misteriosos corredores do hotel onde o personagem de Turturro se hospeda aparentam ter saídos de BARTON FINK e O ILUMINADO. A originalidade, como se vê, não é um dos seus pontos fortes. A conclusão, estilo "Pootz, já acabou??", também desanima.

Embora falho e prejudicado pela pretensão do diretor, achei MEDO X incomum o suficiente para me deixar pensando nos dois personagens centrais do filme em vários momentos desde que o vi no feriadão passado. Ele é um daqueles filmes que a gente tem de deixar claro que deve ser visto por nossa própria conta e risco quando se comenta sobre ele.

TRIVIA: O fracasso comercial do filme - filmado no Canadá e feito ao custo de 7 milhões de dólares - faliu a produtora de Nicolas Refn!! Com as duas bem recebidas continuações de PUSHER, que agora é uma trilogia, Refn conseguiu pagar suas dívidas.

Nenhum comentário: